Pages

9 de agosto de 2011

Cantor sertanejo famoso é preso acusado de agredir equipe em show em MG

Foto: Divulgação

Acostumado a ser notícia pelo sucesso de suas músicas nas rádios de todo o Brasil, nesta segunda-feira (8), o cantor Eduardo Costa foi parar nas páginas policiais. O sertanejo se envolveu em uma confusão e chegou a agredir um coronel em um show em Sete Lagoas (MG). A confusão teria acontecido na madrugada de domingo para segunda, no último dia da Exposete, quando se apresentaram Bartucada, Eduardo Costa e Paula Fernandes.

O artista teria dado socos no chefe de segurança da festa, além de distribuir empurrões em fãs.

Após os shows, por volta de 0h20 de segunda, o assistente de produção da cantora Paula Fernandes, Humberto Eustáquio da Silva Santos Júnior, chamou a Polícia Militar. Ele alegou aos militares que estava vigiando o camarim da artista, quando viu a porta abrindo e, em seguida, recebeu um empurrão e um soco no rosto de Eduardo Costa.

Após a agressão, teria se formado um grande tumulto no corredor, lotado por fãs, seguranças e pessoas ligadas ao evento. O chefe de segurança da Exposete, o coronel da reserva José Luiz Rocha Vianna, viu a confusão e tentou acalmar o cantor. Ele, segundo relato policial, teria pedido calma ao artista.

Incontrolável, o sertanejo, que estava contido por um segurança, deu um soco no rosto do coronel. Os policiais informaram que a versão foi confirmada por diversas testemunhas.

O cantor foi detido e levado à Delegacia de Sete Lagoas. Ele disse aos militares que, assim que saiu do camarim de Paula Fernandes, foi empurrado por Humberto Júnior. Ele teria revidado dando um rosto no assistente. Em seguida, o artista disse que ficou assustado com a confusão e, ainda segundo a PM, saiu pelo corredor em direção ao próprio camarim dando socos e empurrões nas pessoas.

No Twitter, Eduardo disse na noite de segunda-feira (8) que não estava arrependido.

- E pra falar a verdade com vcs eu não me arrependo, fiz o que qualquer ser humano com sangue nas veias faria.

Ainda em sua página oficial, Eduardo relatou, com alguns erros de português, sobre a suposta agressão ao chefe de segurança. Ele explicou que se encaminhava ao camarim da amiga Paula Fernandes e, na saída, um segurança o empurrou. O cantor revidou e, imediatamente, surgiram pessoas de todos os lados.

- No meio um homem que se diz coronél e que eu nem sabia se era entrou no meio e ai eu ja tava com o sangue quente. Seja ele coronél, presidente, deputado, senador ou o o raio que o parta se me ancher o saco e achar que é o cara... F...

O artista disse que não é de levar desaforos para casa, por isso entrou na briga.

- Antes de ser artista sou ser humano,e do estopim meio curto...Se um cara coloca a mão em mim com certeza vai sentir a picada do escorpião.

Eduardo Costa deve ser convocado nos próximos dias à Delegacia de Sete Lagoas, Região Central de Minas, para responder por agressão.

Procurada pela reportagem do R7, a assessoria do cantor disse que, por ser um assunto judicial, não poderia dar informações sobre o ocorrido, por enquanto. No entanto, seria divulgado um comunicado em nome do artista nesta terça-feira (9). Fonte

0 comentários:

Postar um comentário