Pages

25 de agosto de 2012

Grupo RBS é processado por não veicular campanha do PT em Porto Alegre

A Justiça Eleitoral aceitou o processo movido pelo PT contra o Grupo RBS, pela não veiculação da campanha da coligação Frente Popular nas rádios de Porto Alegre, nesta quinta-feira, 23. Responsável pela geração dos programas às demais emissoras, a Rádio Gaúcha alegou que houve um erro técnico durante a montagem do bloco. Com a decisão, a aliança terá direito a um espaço extra de propaganda em rádio para seus candidatos a vereador nRDYR sábado pela manhã, conforme informou a assessoria de imprensa do TRE.

Ao abrir o processo, o PT acusou o Grupo RBS de praticar censura prévia. "Entramos em contato com a RBS para saber o que tinha acontecido e nos foi dito que o departamento jurídico deles entendia que estava proibida a aparição do Villaverde nos programas proporcionais, e enquanto isso acontecesse, eles não iam colocar no ar", afirmou o coordenador de comunicação da campanha do PT, Antonio Castro.

Segundo Castro, ainda que tenham sido substituídas na quarta-feira, 22, as gravações para o horário eleitoral de quinta-feira foram entregues pela equipe a tempo para veiculação. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário