Pages

18 de agosto de 2013

Isto é uma vergonha: Jornalista é preso suspeito de extorsão a vice-prefeito

Foto: Reprodução

Conhecido como Marcelo Neves, o repórter de polícia que trabalhava para a TV Record e Rádio Atividade, foi preso por suspeita de extorsão. Segundo o Correio Braziliense, o jornalista teria imagens de uma confusão envolvendo o filho do vice-prefeito de Santo Antônio do Descoberto (GO), Francisco Valter Araujo (PSOL), em uma delegacia e pediu R$ 3 mil para não divulgar o material. O político, que não aceitou a situação, contou com ajuda policial para gravar as "negociações” e provar que estava sendo chantageado.

A história começou quando, na noite de terça-feira, 13, Carlos André Rodrigues, filho do vice-prefeito, foi encaminhado à delegacia porque uma arma tinha sido encontrada em seu carro. Ele estava acompanhando de dois amigos e se recusou a parar o automóvel. A polícia atirou e, ao revistar o veículo, encontrou a arma. Neves cobriu o caso e conseguiu filmar a discussão do político com os agentes.

Horas depois, o repórter decidiu ligar para o assessor do gabinete de Araújo. Ele disse que tinha as imagens e insinuou que estava sendo pressionado a divulgar, coisa que poderia ser evitada com R$ 3 mil. Orientado pela polícia, o político instalou câmeras em seu escritório e filmou a conversa com o jornalista.

Neves deixou o gabinete com o dinheiro e, em seguida, recebeu voz de prisão. O jornalista foi liberado, pois a polícia não considera que ele foi pego em flagrante. Agora, ele responderá por extorsão, o que pode resultar de quatro a dez anos de reclusão.

Informações do Na Telinha mostram que o profissional foi desligado da TV Record. Sobre a Rádio Atividade, a afirmação é que Neves trabalhou como freela na emissora e desde o mês passado usa indevidamente o nome do canal. Fonte

O Correiro Braziliense divulgou o vídeo que mostra o momento que o repórter aceita o dinheiro. Confira:

0 comentários:

Postar um comentário