Pages

21 de março de 2014

As minhas histórias no Universo UCS


O primeiro passo, as primeiras conquistas, os primeiros sonhos, desejos e objetivos, no curso de Jornalismo, tudo começou na quarta-feira, dia 02 de março de 2005, no Bloco M, da Universidade de Caxias do Sul.

Uma longa trajetória acadêmica vai ser concluída com a graduação no sábado 29 de março de 2014. Sim, eu serei JORNALISTA COM DIPLOMA, e sabemos o quanto é difícil conseguir alcançar este grande momento e desafios em nossas vidas.

Estou saindo graduado da UCS com a cabeça erguida. Eu sei que muitas coisas poderiam ter sido feitas, porém, o que fiz é muito importante por tudo que foi construído. E a minha história na Universidade é marcante desde o começo.

No meu primeiro dia de curso, o meu avô Isidoro espera eu iniciar esta nova etapa da vida de manhã, e de noite ele foi para um novo plano cuidar de mim, lá de cima, no céu. Os meus primeiros semestres foram bem complicados e arriscados, teve dias que eu ia a pé, ao caminhar mais de 1 hora para estar presente na aula, pegando chuva e até enfrentando a escuridão perigosa do novo dia, e também voltava a pé.

Eu comecei na UCS sem ter dinheiro, mas, estava cinte que iria batalhar para conseguir me graduar e assim fui me arriscando semestre a semestre, o início foi bem complicado também por eu ser muito tímido e fechado, o que no resultou eu estar mais recolhido e solitário, mas, sempre em busca de mudar isso e fazer a diferença.

Foto: Paula Da Rocha Hillman

Talvez a minha grande "reviravolta" acadêmica foi quando tranquei por um ano a faculdade, para adquirir as minhas coisas em casa, e no retorno a UCS, recebi ajuda financeira e um grande incentivo: as AMIZADES. As amizades neste período da Universidade foram fundamentais para auxiliar neste ciclo tão importante em nossas vidas. E até hoje tenho amigos não apenas com o pessoal do Jornalismo, mas também de Relações Públicas e recentemente com Fotografia.

Uma das boas histórias com a galera de Relações Públicas, foi numa aula inaugural que em vez de irmos na palestra, resolvemos passar num bar, e aí cada colega juntou o dinheiro (MOEDAS) que tinha para no final comprar uma ÚNICA cerveja, sim, era o dinheiro que tínhamos para aquele momento, e até em seguida o professor passou por nós e quase parou para ficarmos conversando.

Com a turma de Fotografia, os intervalos eram longos, duravam em torno de 40 min há 1h, histórias e bate papos não faltavam, e o que dizer das apresentações? "Calma, vai dar tudo certo!". E no meu último semestre eu estava num trio, e ficava auxiliando uma dupla, inclusive de madrugada e durante a apresentação ficavam me olhando para ajudar, achi muito legal e divertido este período. também em aulas do curso de Fotografia, tinha dias que eu ficava 5 mim e depois saia para realizar trabalhos, sem contar um trabalho que realizei em Otávio Rocha que quase nem teve ônibus para retornar no mesmo dia...

Agora partimos para as histórias da turma de Jornalismo, e logicamente mesmo contando as melhores, muitas deveriam ser citadas, mas, "em 15 minutos resolvemos", os professores ficavam abismados com a nossa capacidade de algumas vezes chegarmos muito atrasados, não ter feito o trabalho direito, em seguida ir para o intervalo, porém em questão de 15 minutos era tudo resolvido. Tive apresentação que o slide foi finalizado no momento em que a professora nos chamou, numa correria para concluir tudo e tirar uma ótima nota ainda por cima.

Outro fato curioso foi num intervalo, que teve uma duração aproximadamente de 1h20min... afinal, o café da Câmara de Vereadores era melhor... e assim fomos até lá, e no retorno o professor só deu uma 'pequena' olhada, não acreditando no longo intervalo; imagina se naquela hora ele soubesse que tínhamos ido até a Prefeitura...

Realizei vários trabalhos importantes, tanto ao resgatar a história dos 45 anos da São Francisco com um documentário "moderno", até ao dirigir e produzir dois programas do Rede de Olhares da UCS TV. Sim, na época estávamos sendo pioneiros nesta interação acadêmicos e mais o pessoal da tv universitária. O meu primeiro programa discutiu o relacionamento, e a atração estava tão bm formatada que até foi sugerida para antecipar a pauta, porém, na época recusei porque queria que fosse ao ar mesmo no dia 12 de junho, afinal era "Dia dos Namorados", e não em outra data. E o meu segundo programa foi sobre os 20 anos do curso de Jornalismo na UCS, e também foi muito especial por resgatar a história do curso com convidados que passaram pela graduação no próprio curso da Universidade.

Além disso, eu tenho que destacar um projeto com alunos da escola Jardelino Ramos que foi muito especial, ao estarmos em contato com alunos da 7ª série, e sabemos que esta fase de formação é muito importante; e se tornou marcante pela experiência que tivemos em grupo, e até sermos chamados de professores, e ter um grande compromisso de interferir por alguns instantes na educação deles e mostrar o quanto a Comunicação é necessário par a nossa formação de opinião e informação diária.

Logicamente, eu não posso deixar de registrar a minha monografia que tratou sobre os 100 anos do Juventude, ou seja, era um assunto polêmico por tratar da maior paixão do povo brasileiro que é o futebol, e assim, no trabalho relatar a importância do clube com o Jornalismo e a própria história da cidade de Caxias do Sul. Fiquei muito feliz ao atingir o conceito máximo.

Eu tive um bom relacionamento com todos os professores neste tempo todo de UCS, as conversas era, muito boas, desde assuntos da própria faculdade, até partir para outras áreas como a própria Comunicação, e logicamente do futebol. Eu ficava muito feliz quando era citado pelos professores nas aulas, tanto ao falar da minha pessoa, do meu trabalho no rádio e até do meu blog Papo de Gringo, que se tornava referência, ou seja, tudo se tornou especial pra mim.

Olhando para trás, tu percebe as inúmeras histórias e o quanto as pessoas são muito importantes e contribuíram para o teu crescimento; tanto no pessoal, como no profissional, e realmente é de comemorar este grande momento, que é agora ser JORNALISTA COM DIPLOMA. Obrigado a todos que estiveram e estão ao meu lado, e sempre querem o meu melhor.

Por: Ivan Sgarabotto

0 comentários:

Postar um comentário