Pages

24 de março de 2014

Governo da Malásia confirma que avião com 239 pessoas a bordo caiu no Oceano Índico

Estudantes se reúnem em torno de obra de arte tridimensional, baseada no voo 370 da Malaysia Airlines, desaparecido em 8 de março, pintada em Makati (Filipinas)
Foto: Romeo Ranoco/Reuters

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, confirmou nesta segunda-feira "com grande tristeza" que dados confirmam que o Boeing 777 da Malaysia Airlines caiu no Oceano Índico, a cerca de 2.500 quilômetros da costa australiana. Na área de buscas já foram encontrados objetos flutuantes que muito provavelmente são destroços dos voo MH 370.

Pouco antes do anúncio oficial do premiê malaio, a companhia aérea Malaysia Airlines tinha confirmado, em SMS enviado aos familiares das vítimas, que o voo MH 370 caiu mesmo no Índico e que todas as pessoas a bordo estão mortas. “A Malaysia Airlines lamenta profundamente que temos de assumir para além de qualquer dúvida razoável, que o MH 370 foi perdido e que nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu”, diz o texto que a BBC teve acesso.

O voo MH370, que viajava entre Kuala Lumpur e Pequim, desapareceu pouco depois da decolagem em 8 de março com 239 pessoas a bordo, sendo doze tripulantes e 227 passageiros. No meio do caminho entre a Malásia e o Vietnã, o avião mudou de rumo, para o oeste, em direção contrária a sua rota, e os sistemas de comunicação foram desativados "deliberadamente", segundo as autoridades malaias. A aeronave teria voado durante várias horas até esgotar o combustível. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário