Pages

14 de abril de 2014

Afiliada da SBT afasta jornalista após racismo em final do Campeonato Paranaense

Foto: Reprodução

O apresentador Lourival Santos foi afastado de suas funções pela Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná, após atos racistas na final do Campeonato Estadual disputada por Maringá e Londrina. O jornalista estava no estádio e teria chamado o lateral do Londrina, Maicon Silva, de "macaco".

O afastamento do profissional pela emissora é por tempo indeterminado. Em nota oficial à imprensa, a Rede Massa (que controla a TV Tibagi, de Maringá) informa que repudia qualquer ato racista e que não compartilha com a atitude de Lourival.

"A emissora repudia e condena todo e qualquer ato de racismo, um delito abjeto que não pode ter abrigo em qualquer circunstância.A Rede Massa não responde pelo ato de seu colaborador e espera rigor nas investigações", destacou a nota.

A ofensa ao jogador do Londrina foi ouvida pela jornalista Monique Vilela, da Rádio Banda B, que fez a denúncia. Um Boletim de Ocorrência foi registrado contra Lourival sob a acusação de injúria racial.

Isaías Bessa, presidente da Associação dos Cronistas Esportivos do Paraná, explicou o que aconteceu.

"Ele [Lourival] estava devidamente credenciado pela emissora dele que é do SBT aqui de Maringá. No exato momento que saiu o gol, ele correu junto com os jogadores e, segundo as informações que foram passada, ele chamou o jogador de macaco. A nossa companheira de Curitiba, a Monique Vilela (repórter da rádio Banda B) estava do lado, ouviu, se irritou com isso, levou ao meu conhecimento, levamos ao conhecimento do tenente. Ela se prontificou a fazer a denúncia contra ele, ele foi detido. O que ficou mais chato foi que ele tentou esconder o colete de imprensa dentro do vestiário do Maringá. Nós trancamos as saídas de imprensa, ele não teve como sair e foi obrigado a devolver o colete", falou Bessa em entrevista ao SporTV.

Confira a nota oficial da Rede Massa

Sobre o incidente envolvendo o apresentador Lourival Santos neste domingo em Maringá, a Rede Massa esclarece que:

1) A emissora repudia e condena todo e qualquer ato de racismo, um delito abjeto que não pode ter abrigo em qualquer circunstância.

2) A Rede Massa não responde pelo ato de seu colaborador e espera rigor nas investigações por parte das autoridades competentes para elucidar o caso, inclusive quanto a eventual processo criminal.

3) O colaborador Lourival Santos já foi afastado de suas atividades na TV Tibagi / Maringá.

4) Por fim, a Rede Massa reitera o seu compromisso de melhor informar o telespectador paranaense e espera que esse incidente seja definitivamente esclarecido.

Curitiba, 13 de abril de 2014.
Diretoria Rede Massa
Fonte

0 comentários:

Postar um comentário