Pages

27 de maio de 2014

135ª Romaria a Caravaggio reúne um público de 245 mil pessoas em Faroupilha

Foto: Ivan Sgarabotto

Presença dos jovens, núncio apostólico e de vários bispos marcaram esta edição.

O Santuário de Caravaggio, em Farroupilha (RS), recebeu na 135ª Romaria um público de 245 mil pessoas, incluindo os 100 mil das pré-romarias. No sábado, o público foi de 32 mil pessoas, 85 mil no domingo e 28 mil pessoas, nesta segunda-feira (26), dia de Nossa Senhora de Caravaggio somando nos três dias 145 mil pessoas. Os números foram divulgados em entrevista coletiva no final desta segunda-feira, com a presença do reitor do Santuário, Pe. Gilnei Fronza e demais organizadores da Romaria.

Pe. Gilnei Fronza, afirma que os números são importantes, porém são estimativas mas que a expressão maior são as demonstrações de fé e devoção, aliadas ao lema da Romaria, que desta vez destacou a liberdade e dignidade e os 80 anos da Diocese de Caxias do Sul. O comandante da 36º BPM, Haroldo Edison Knebel, declarou que tudo ocorreu dentro da normalidade, sem nenhuma ocorrência.

Números da 135ª Romaria:
- Área da Saúde: 1.147 atendimentos
- Área de Segurança Pública: não houve registros de ocorrrência
- Alimentação: 5 mil refeições (três restaurantes do Santuário)
- Voluntários: 1.000 pessoas

Este ano cerca de 300 jovens marcaram presença através da 1ª Romaria dos Jovens, atendendo ao pedido do Papa Francisco de serem missionários e levarem a mensagem de Jesus Cristo. O grupo carregou a réplica da Cruz e uma imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, representando o Ícone de Maria, ambos símbolos da Jornada Mundial da Juventude.

Outro fato importante foi a presença do núncio apostólico, no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello, nas missas das 10h30min de domingo e nesta segunda-feira. Em vários momentos demonstrou satisfação pela expressão de fé que encontrou no Santuário de Caravaggio. O núncio destacou que “precisamos cada vez mais de pessoas que saibam sacrificar seus próprios interesses pela missão de Deus”. Disse ainda que a Romaria representa outro caminho que começa “que não percamos o amor e a esperança de Nossa Senhora que nos consola e acompanha”.

Além do núncio vários bispos do RS estiveram nesta segunda-feira no Santuário: além do bispo da Diocese de Caxias do Sul, Dom Alessandro Ruffinoni, Dom Gílio Felício (bispo de Bagé); Dom Angelo Salvador (bispo emérito de de Bagé); Dom Sinésio Bohn (bispo emérito de Santa Cruz); Dom Jaime Koll (bispo de Osório); Dom José Gilson (bispo de Erechim); Dom Jaime Spengler (arcebispo de Porto Alegre); Dom Agenor Girardi (bispo auxiliar de Porto Alegre); Dom Paulo de Conto (Montenegro).

Com informações da Assessoria de imprensa do Santuário de Caravaggio

0 comentários:

Postar um comentário