Pages

29 de junho de 2014

Fifa investiga agressão do assessor de imprensa da CBF a jogador chileno

Foto: Michael Regan/Getty Images

A Fifa confirmou que está investigando denúncia de ato de violência do assessor da CBF Rodrigo Paiva durante o jogo entre Brasil e Chile, neste sábado, em Belo Horizonte, quando houve confusão entre as duas seleções ao final do primeiro tempo, já no caminho para o vestiário. Segundo a Fifa, o seu Comitê de Disciplina abriu um processo e avalia as acusações de que Paiva teria entrado em conflito com um jogador chileno, no túnel do estádio do Mineirão.

Paiva é credenciado pela Fifa e atua como assessor de imprensa da CBF. Após o jogo de sábado, jogadores chilenos acusaram o brasileiro de ter acertado um soco no atacante Mauricio Pinilla. "O que aconteceu foi que o chefe da imprensa de vocês acertou o nosso jogador. A confusão terminou assim", disse Maria José, funcionária do departamento de comunicação da Federação Chilena.

Paiva, no sábado, explicou o incidente: "Foi uma confusão generalizada, não foi algo só comigo. Só que o Pinilla veio para cima de mim e eu apenas me defendi. Reagi empurrando ele." A confusão já tinha começado dentro de campo, quando o juiz apitou o final do primeiro tempo. Fred e Gary Medel quase brigaram por causa de um tapa do jogador brasileiro, que teria sido "amistoso", que o chileno não aceitou.

"Houve um incidente e o Comitê de Disciplina da Fifa está avaliando o caso", declarou Delia Fischer, porta-voz da Fifa. O Comitê de Disciplina é o mesmo que puniu o jogador uruguaio Luis Suárez com nove jogos de suspensão por morder um zagueiro italiano Chiellini. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário