Pages

13 de agosto de 2014

Eduardo Campos morre no mesmo dia que o avô Miguel Arraes

Foto: Terra

A morte de Eduardo Campos nesta quarta-feira, em decorrência de um acidente de avião em Santos, no litoral de São Paulo, aconteceu na mesma data em que morreu seu avô, Miguel Arraes, que foi governador de Pernambuco, assim como o neto.

Arraes era cearense, porém construiu sua carreira no Estado pernambucano. Nascido no dia 15 de dezembro de 1916, em Araripe, iniciou sua vida política em 1948, quando aceitou um convite do então governador de Pernambuco, Barbosa Lima Sobrinho, para ocupar o cargo de secretário estadual da Fazenda. Disputou sua primeira eleição para deputado estadual dois anos mais tarde. Em 1958, conquistou uma vaga de titular na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Em 1962, o avô de Eduardo Campos foi eleito pela primeira vez ao governo pernambucano. Arraes não chegou a concluir seu mandato porque foi deposto no dia primeiro de abril de 1964, pelo golpe que instituiu a ditadura militar no Brasil.

Já filiado ao PMDB, em 1986, o político foi eleito pela segunda vez ao governo de Pernambuco. O terceiro mandato foi definido pelo pleito de 1994 e ele chegou a tentar a reeleição para chegar ao quarto. O cearense também ocupou cargos de deputado federal.

Avô e neto chegaram a atuar juntos na política. Em 1994, com 29 anos, Eduardo Campos foi eleito deputado federal, mas pediu licença do cargo para integrar o governo de Arraes, como secretário de governo e, depois, como secretário da Fazenda, entre 1995 e 1998.

Com informações do Terra

0 comentários:

Postar um comentário