Pages

13 de agosto de 2014

Prefeito de Bento Gonçalves garante compromisso do Estado para novo presídio

Foto: Carlos Quadros

Em reunião na Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSPRS) na segunda-feira, 11, em Porto Alegre, o Prefeito Guilherme Pasin obteve a confirmação do governo do Estado de que a alternativa para a construção do novo presídio de Bento Gonçalves será por permuta. O anúncio foi feito pela secretária da Coordenação de Assessoramento Superior do Governador, Mari Perusso. Participaram da reunião também os secretários Jorge Branco, do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas e Airton Michels da Segurança Pública.

Um chamamento público deverá ser lançado em breve para viabilizar a troca do imóvel onde está atualmente localizado o presídio e as delegacias de polícia, no centro da cidade, pela obra do novo presídio a ser construindo na localidade de Linha Palmeiro, em um terreno doado pela prefeitura. A capacidade estimada da nova casa será de 350 detentos. Desde o último dia 8 de maio o presídio de Bento está interditado após uma rebelião. O processo para construção de um novo presídio tramita desde 2007.

De acordo com a SUSEPE o imóvel localizado no centro de Bento foi avaliado em R$ 13,5 milhões. Outros R$ 5 milhões serão incluídos no orçamento do governo do estado para 2015 a fim de garantir a totalidade dos recursos para a construção da nova casa prisional. O prefeito Guilherme Pasin saiu satisfeito do encontro com as autoridades estaduais, pois, depois de muitos esforços obteve o compromisso do Estado para uma solução definitiva ao presídio. "É um importante avanço. Nós conquistamos a garantia de que o novo presídio será construído e que definitivamente a questão passou a ser uma pauta estratégica do governo estadual e não apenas da Secretaria de Segurança", observou Pasin.

A intenção do governo é realizar um chamamento público para conseguir interessados em permutar o imóvel do centro pela construção do novo presídio. Para o prefeito de Bento Gonçalves a garantia obtida nesta segunda é ainda mais relevante tendo em vista que o governo confirmou que não irá mais utilizar a área do centro para acomodar apenados. "É outra garantia importante pois não havia a certeza de que o atual presídio seria demolido", revela.

Na próxima semana, em data ainda a definir, a secretária Mari Perusso, irá a Bento para visitar as salas que já pertencem à administração estadual, que podem ser utilizadas como delegacias. O Estado e a prefeitura também se reunirão com a Associação das Empresas da Construção Civil (Ascon) para que sejam instigados a participar do projeto.

Na oportunidade o prefeito de Bento Gonçalves, acompanhado do presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Valdecir Rubbo, do presidente do Conselho Comunitário de Execuções Penais de Bento Gonçalves, José Ernesto Morgan Oro e do Presidente do CONSEPRO, Geraldo Leite entregou ao secretário Airton Michels um pedido formulado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL)de mais policiamento na cidade a fim de coibir os assaltos aos estabelecimentos comerciais.

O Prefeito de Bento manifestou apoio à SSPRS para auxiliar com subsídios aos policiais que quiserem morar na cidade. Atualmente a Prefeitura, através do policiamento comunitário, já auxilia 28 policias militares e oito policiais civis com R$ 605,00 por mês para pagamento de aluguel.

Com informações da Assessoria de Comunicação Social Prefeitura de Bento Gonçalves

0 comentários:

Postar um comentário