Pages

10 de fevereiro de 2015

O quebra-cabeça das indecisões

Certo dia conversando com uma amiga sobre relacionamentos, eis que surge um dilema, as indecisões de nossas atitudes e do próximo. A provável timidez afeta, mas, tem que dar um jeito para contornar.

Muitas vezes estas situações surgem por medo de correr certos riscos das respostas. Não é fácil receber uma resposta negativa, contudo, é necessário dialogar para saber que o "sim" também existe. E só vamos saber, perguntando, ou seja, dialogando e conversando.

Tomar iniciativa é fundamental e não é feio e estranho. É lógico que também esperamos do outro lado uma iniciativa, mas, ficar apenas no aguardo não vai adiantar muito, ou apenas, retardar algo que poderia ser resolvido tão logo, num simples bate papo.

Cada pessoa tem o seu estilo, independentemente de ser homem ou mulher. Uma indecisão pode afetar e atrapalhar ao originar respostas incompreendidas. O mesmo quando se trata do silêncio, o que incomoda muito, por isso, voltamos a necessidade simples e urgente da comunicação.

Por: Ivan Sgarabotto

0 comentários:

Postar um comentário