Pages

15 de março de 2011

A bagunça continua, DAs discutem propostas com Centro da Comunicação da UCS

A diretora do Centro de Ciências da Comunicação da Universidade de Caxias do Sul (CECC UCS), Marliva Vanti Gonçalves, reuniu-se com integrantes dos Diretórios Acadêmicos (DAs) de jornalismo (JOR), publicidade e propaganda (PP) e relações públicas (RP) e respectivos coordenadores dos cursos, Álvaro Fraga Moreira Benevenuto Junior, Marcelo Wasserman e Jane Rech, na tarde do dia 11 de março. Representando o DAJOR, estavam presentes Cláudia Alessi, Renata Zanatta e Robin Siteneski.

Esclarecimentos exigidos pelo DAJOR

A diretora esclareceu informações repassadas de forma equivocada sobre as assembleias de alunos. Apesar de promovidas pelo CECC, elas são destinadas aos estudantes. “O Centro abre o espaço. A assembleia é de alunos”, disse a diretora. Desta forma, o encontro ficou agendado para o dia 10 de maio (terça-feira), com realização nos turnos da manhã, às 8h30, tarde/vespertino, às 17h30, e noite, às 20h, em local ainda não definido.

Questionada sobre o fim do TVLab, a diretora explicou a falta de recursos como principal motivo e lembrou a criação do portal Frispit como alternativa de exibição para o material audiovisual. Existe também a proposta de que os alunos da Agência Experimental de Comunicação da UCS (AEC), bem como os alunos do centro, ganhem um espaço fixo dentro do UCSTV Notícias. Apesar da grade conjunta com o canal Futura, é possível discutir e negociar a programação da UCSTV. O coordenador do jornalismo, Álvaro Benevenuto Jr., mencionou o fato de não haver um tempo mínimo para os programas feitos pelos alunos, já que um dos canais da UCS é transmitido simultaneamente. A diretora do Centro também se comprometeu em convocar o DAJOR para as negociações de espaço para produção de alunos com a direção da TV, que já começaram.

O DA, preocupado com a qualidade de ensino na habilitação, questionou o Centro sobre possíveis discussões sobre as novas diretrizes do Ministério da Educação para o curso de Jornalismo, que deve deixar de ser uma habilitação de Comunicação Social. A direção do Centro se recusa a debater a mudança justificando que ela ainda não foi aprovada, mas assevera que, em 2011, faz uma reavaliação do novo currículo da habilitação, o que implantou o tronco comum de dois anos e meio. O DA não poderá participar dos debates com os professores, onde serão discutidas mudanças nas grades das cadeiras, mas tem lugar garantido no colegiado do curso para fazer reivindicações. Em 2010, o Diretório Acadêmico não foi chamado para nenhuma reunião do colegiado.

Marliva explicou também o porquê da demora na aquisição dos equipamentos para o audiovisual, já que uma de suas propostas é passar da era analógica para a digital. Para que isso ocorra, deve haver primeiro a integração (crescente) entre a UCSTV e o CETEL. É necessário que ambos os espaços disponham dos mesmos recursos. A direção não estabeleceu um prazo para que os aparelhos estejam em funcionamento ou as obras de ampliação comecem, mas tem o final de 2011 como base.

Com relação às impressões, Marliva se responsabilizou por solicitar à reitoria que sejam abertas centrais no CETEL, bloco M e/ou espaço de impressões no Centro do Convivência.


Propostas dos DAs de PP e RP


Os representantes dos DAs de PP e RP apresentaram suas reivindicações, a fim de que o DA de jornalismo e a diretora assinassem. Pintura das paredes, móveis padronizados e novos computadores para a sala dos DAs estavam entre as exigências. O documento foi assinado pelo presidente do DAJOR, Robin Siteneski, mas nada ficou definido.

Propostas do Centro

Marliva pediu espaço para iniciar a reunião com algumas colocações, dentre as quais abordou a falta de participação dos alunos nas atividades propostas. Ela pediu envolvimento dos DAs para divulgar os eventos e buscar a participação de todos os alunos do centro.

Como exemplo, a diretora citou o Show de Talentos e demonstrou sua preocupação com relação ao baixo número de inscritos. Solicitou uma promoção mais efetiva do evento, inclusive por parte dos alunos interessados em participar. Caso o número de participantes seja abaixo do esperado, a mostra será realizada em apenas um dia.

Marliva aproveitou a ocasião para comunicar aos presentes as solicitações feitas à reitoria. Dentre elas, a ampliação do espaço físico, novos equipamentos audiovisuais e a necessidade de que todos os cursos da comunicação sejam noturnos. Além disso, anunciou a proximidade para o prazo de funcionamento do Frispit, portal que tem como objetivo divulgar o material produzido pelos integrantes da Agência Experimental de Comunicação da UCS e pelos alunos do centro.

A diretora reforçou que as demandas dos acadêmicos e dos diretórios sejam dirigidas aos coordenadores dos cursos, responsáveis por levá-las à direção.

A reunião terminou às 18h, abrindo oportunidade para que uma próxima seja agendada em breve em função dos assuntos que permanecem em aberto. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário