Pages

30 de maio de 2011

Arthur de Faria & Seu Conjunto comemoram 15 anos de estrada


Comemorando 15 anos de estrada, o septeto Arthur de Faria & Seu Conjunto está lançando seu quinto disco, "Música pra Ouvir Sentado". Bancado pelo projeto Natura Musical, o grupo foi selecionado entre milhares de artistas, ao lado de Vanessa da Mata, Carlinhos Brown e Dona Ivone Lara. O resultado é seu primeiro CD Instrumental, que começa a ser distribuído em todo o Brasil pela Tratore e logo deve sair também na Argentina - a exemplo do anterior, "Música pra Bater Pezinho".

A apresentação vai ocorrer na quinta-feira, 02 de junho, a partir das 22h, no Ocidente Acústico, em Porto Alegre. No show, o conjunto vai ter nas baquetas, uma participação especial de uma lenda da bateria, que há alguns anos dividi palcos em apresentações Brasil afora: Edinho Espíndola (ex-Liverpool, ex-Bixo da Seda).

O repertório misturará músicas de todos os discos. Canções e temas instrumentais.

Nessa década e meia de atividade, foram centenas de shows por uma dezena de estados brasileiros, Argentina, Uruguai, Espanha, Áustria e República Tcheca. Festivais em Buenos Aires, Montevideo, Recife, Vic, Viena, Brasília e Porto Alegre. Participações nas trilhas sonoras de meia dúzia de curtas e duas atuações – como banda - em longa-metragens: “Ainda Orangotangos”, de Gustavo Spolidoro e o ainda inédito “Espia Só”, sobre a vida e obra do músico gaúcho Octavio Dutra, de Saturnino Rocha.

Em todos os trabalhos, fica clara a originalidade e mistura de sonoridades do grupo, formado por solistas que tem, todos, carreiras individuais. Mas se reúnem para tocar a música de Arthur. São eles: Sérgio Karam, saxofonista, autor de um Guia do Jazz e com um disco solo (Caixa de Música). Adolfo Almeida Jr, fagotista, integrante da OSPA, compositor premiado de dezenas de trilhas para teatro, também com um disco solo (Paradoxos para Todos), mestre em composição e professor da faculdade de música da UFRGS. Julio Rizzo, trombonista, também da OSPA, integrante do Quartcheto, com dois CDs lançados e 3 turnês nacionais, e atual colaborador de bandas como a Pata de Elefante.

Marcão Acosta, guitarrista, outro com muitas trilhas teatrais nas costas e várias bandas no currículo. Clóvis Boca Freire, baixista de dezenas de discos dos mais variados gêneros, referência no seu instrumento desde a década de 1970. E Arthur de Faria, piano, voz e acordeom, integrante também do Duo Deno (com Fernando Pezão) e do combo multinacional SurdomundoImposibleOrchestra - além de autor de 25 trilhas para teatro e cinema e produtor de quase 30 discos. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário