Pages

29 de maio de 2011

Fifa suspende dirigentes, mas poupa Blatter e Teixeira

Foto: Reuters

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi declarado inocente pelo Comitê de Ética da entidade das denúncias de suborno no pleito da próxima quarta-feira. Já os presidentes da AFC (Confederação Asiática de Futebol), Mohamed Bin Hammam, e da Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte e do Caribe), Jack Warner foram suspensos de qualquer atividade relacionada com o futebol por tempo indeterminado.

O caso de Ricardo Teixeira, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e do Comitê Organizador da Copa de 2014, também foi analisado pelo Comitê de Ética da Fifa. O cartola brasileiro foi considerado inocente.

No início do mês, ex-presidente da associação inglesa de futebol (FA, em inglês) David Triesman acusou o brasileiro e outros três dirigentes da Fifa de pedirem propina em troca de apoio à candidatura da Inglaterra para sediar a Copa de 2018. Segundo o dirigente inglês, Ricardo Teixeira teria dito a ele: "Venha e me diga o que você tem para mim". Triesman entende que Teixeira estava pedindo algo em retorno pelo seu voto para a candidatura. A Fifa, entretanto, não irá investigar o caso.

Já sobre a denúncia de compra de votos para a eleição da entidade, o Comitê de Ética da Fifa anunciou que uma investigação completa será realizada. Ficou decidido também que o presidente da Fifa, Joseph Blatter, não será alvo de investigações por parte da entidade.

Hammam e Warner são integrantes do Comitê Executivo da Fifa e foram acusados de organizar uma reunião com 25 dirigentes da Concacaf, entre os dias 10 e 11 de maio, para oferecer dinheiro por votos na eleição da entidade. O jornal britânico “Daily Telegraph” noticiou que foram oferecidos US$ 40 mil (quase R$ 65 mil) a cada um destes dirigentes para que votassem em Hamman.

"Há testemunhos de que dinheiro foi enviado para incentivar apoio à candidatura do senhor Bin Hammam, o que teria sido facilitado por Jack Warner", afirmou , presidente do Comitê de Ética da Fifa. De acordo com suas declarações, o Comitê não viu motivos para investigar mais Blatter, pois mesmo ele tendo assumido que já sabia das acusações isso não constitui indício de irregularidade.

Neste sábado, Hamman anunciou que desistiu de concorrer à eleição da Fifa. Assim, Blatter será candidato único no pleito da próxima quarta-feira.

Após a reunião do Comitê de Ética da Fifa, o secretário geral da entidade, Jérome Valcke, participou de uma entrevista coletiva. O dirigente francês defendeu Ricardo Teixeira em suas repostas.

“O que será feito com Ricardo Teixeira?”, perguntou um jornalista inglês, se referindo a denúncia contra o brasileiro. “Teixeira não tem problemas”, se limitou a dizer Valcke.

O dirigente demonstrou nervosismo em alguns momentos da entrevista e chegou até a falar um palavrão ao não se lembrar de uma expressão em inglês, que ele queria usar. A pergunta era se a eleição da entidade poderia ser adiada.

“Que merda, eu perdi a palavra”, afirmou em inglês, para logo depois completar: “Não há motivos para mudar a data do pleito”. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário