Pages

1 de julho de 2011

Conselhão aponta caos na TVE e na Rádio FM Cultura

Foto: Divulgação

A Câmara Temática de Comunicação e Cultura do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão, encaminhou documento ao governador Tarso Genro no qual recomenda a recuperação e reestruturação da Fundação Cultura Piratini, cuja situação é considerada “consternadora", na síntese feita pela coordenadora das Câmaras Temáticas e secretária adjunta do CDES, Mari Machado. A Fundação tem as concessões da TVE e da Rádio FM Cultura.

"A Fundação Piratini é um patrimônio dos gaúchos e merece toda a atenção", defendeu o conselheiro Celso Schröder, presidente da Federação Nacional dos Jornalistas. Os conselheiros também sugeriram a criação de um fundo para a reestruturação da instituição pública. "Este processo exige mobilização e recursos financeiros volumosos", alertou a diretora geral da TVE, jornalista Marta Kroth, que apresentou os dados na reunião realizada esta tarde.

O documento com diagnóstico e proposições foi levantado pela atual direção da TVE e relata equipamentos danificados e obsoletos, uma única unidade móvel, quadro de pessoal insuficiente e orçamento irrisório frente às necessidades, entre outras dificuldades. O documento registra que a Fundação foi tratada “com descaso nos últimos oito anos”, gerando sérios problemas estruturais e falta de pessoal. Neste período os investimentos no parque técnico praticamente inexistiram.

A TVE está operando com um transmissor analógico, com tecnologia obsoleta e potência menor que 5 kW. A emissora pode operar com 20 kW, se instalado um transmissor adquirido em 2002, e que foi mantido encaixotado até hoje, necessitando de reformas elétricas para a instalação, inclusive para um futuro transmissor digital. Apenas para a migração digital, que está na pauta das urgências, o investimento é estimado em R$ 8 milhões. Das 40 retransmissoras da TVE, 30 estão inoperantes ou sucateados.

A Rádio FM Cultura está no ar com transmissor reserva com grande instabilidade, pois o transmissor principal está sem condições de uso. Foi desmontada a rede de rádios com 18 emissoras afiliadas, que recebiam o sinal da FM Cultura via Satélite, estando apenas com a geradora da Capital. Para a Rádio, recomenda-se compra urgente de um novo transmissor, inclusive conserto de ar-condicionado para refrigeração dos equipamentos.

O documento da TVE aprovado pela Câmara do Conselhão pode ser conferido aqui. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário