Pages

8 de agosto de 2011

CENSURA: Processo contra músico Tonho Crocco é arquivado

Foto: Christian Jung

Em despacho expedido nesta segunda-feira, 08 de agosto, o Juiz de Direito, Artur dos Santos e Almeida, do 3º Juizado Especial Criminal do Foro Central, arquivou o expediente contra Antônio Carlos Knebell Crocco, o cantor de rap Tonho Crocco.

Na última sexta-feira, dia 05 de agosto, o Deputado Giovani Cherini do PDT havia ingressado com petição pedindo o arquivamento, alegando que não era vítima.

O Juiz também relata no despacho que as pessoas citadas na música Gangue da Matriz (rap que critica 36 Deputados Estaduais que, em dezembro passado, aprovaram aumento nos seus salários), as quais seriam as reais vítimas, não ingressaram com representação na Justiça.

Como já decorreram mais de seis meses desde o conhecimento do fato pelas vítimas, e não ofereceram representação, operou-se a decadência, registrou o magistrado. Em razão disso declaro extinta a punibilidade de Antônio Carlos Knebell Crocco, com base no art. 107, IV, do Código Penal. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário