Pages

4 de setembro de 2011

Ex-prefeito de Caxias do Sul Mario David Vanin teria cometido suicídio conforme viúva

Foto: Jornal Pioneiro

O jornal Pioneiro de Caxias do Sul da edição deste fim de semana, 03 e 04 de setembro, informa que um dos políticos mais populares da cidade, o ex-prefeito e advogado Mario David Vanin morreu vítima da doença psiquiátrica que o atormentava havia pelo menos duas décadas: transtorno bipolar. Desde os anos 1990, Vanin alternava períodos de estabilidade emocional com outros de profunda depressão.

De acordo com o impresso, a última crise depressiva se iniciou na metade de julho, quando o político de 69 anos teve diagnosticado um nódulo na glândula tireoide. Vanin também sofria de diabetes e insuficiência cardíaca, doenças que o obrigavam a consumir 18 comprimidos por dia.

Diante do histórico suicida (em 1997, tentou matar-se com um tiro, que feriu-lhe o ombro), a família resolveu interná-lo na ala psiquiátrica do Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre.

– Nosso objetivo era preservar sua integridade física, além de tratar o diabetes e a depressão e investigar o nódulo na tireoide – diz a viúva, Vera Menegotto Vanin.

Vanin enforcou-se na madrugada do domingo 14 de agosto, sete dias após a internação. A família divulgou que o político foi vítima de infarto.

– A responsabilidade pela versão do infarto é minha. Eu fiz isso em respeito ao seu sofrimento e à sua biografia – disse sexta-feira, emocionada, a viúva.

A família estuda processar o Hospital Mãe de Deus, que teria sido negligente com o paciente.

A 1ª Delegacia de Homicídios da Capital investigará se Vanin pode ter sido auxiliado ou induzido ao suicídio, informa o delegado Cleber dos Santos Lima.

Com informações do Pioneiro

0 comentários:

Postar um comentário