Pages

12 de outubro de 2011

Kleiton e Kledir lançam CD com músicas exclusivas para crianças

Foto: Rodrigo Lopes / Divulgação


Os irmãos Kleiton e Kledir vão lançar um cd com músicas para crianças, a dupla revirou o baú da memória atrás da criança perdida. Adriana Calcanhoto e Pato Fu já lançaram álbuns com músicas para crianças.

Remexendo nessa mala, eles encontraram doces esquisitos, mágicos, bichos de todo tipo, seres fantásticos, brinquedos e brincadeiras que decidiram compartilhar em Par ou Ímpar, primeiro trabalho voltado exclusivamente para os piás.

Mais do que um disco, é também uma iniciativa que se desdobra em site interativo (www.kleitonekledir.com.br/parouimpar) e material didático para professores utilizarem nas aulas de música.

Em breve, deverá ganhar corpo para ser apresentado ao vivo e daí virar DVD, livro ilustrado e até desenho animado. Recursos eles garantem que há, e de sobra.

— Além de termos sido crianças, fomos também pais. Ou seja, passamos pela infância pelo menos duas vezes. E ainda há a possibilidade de uma terceira, quando algum dos nossos filhos aprontar alguma e nos der um neto — brinca Kledir, em conversa por telefone do Rio.

A ideia surgiu no início do ano: Kleiton falava com um amigo e parceiro de negócios; ao mesmo tempo, o irmão vertia músicas infantis da argentina Maria Elena Walsh. Lembrando de quando passavam horas ouvindo os vinis coloridos da coleção Disquinho, o primeiro passo da dupla K & K foi o de “desenvelhecer”.

Retornar ao tempo em que brincavam pelas ruas de Pelotas, jogando bola em campinhos improvisados, empinando pandorga, perdendo e ganhando bolinhas de gude. Difícil foi voltar a ser adulto.

— Transformamos o estúdio num grande parque de diversões, essa é a verdade — diz Kledir.

— Levamos até nossos filhos para participar, coisa que nunca tínhamos feito. Foi questão de tempo até começarmos a botar vuvuzelas, assovios, estalos de língua e celopentes (mistura de pente com papel celofane) no meio dos instrumentos.

Juntar crianças de tantas idades num mesmo lugar contribuiu para fazer de Par ou Ímpar um disco universal. Seus temas não têm idade; se tornaram tão imortais e reconhecíveis quanto os teclados Moog usados pelos músicos.

Quem nunca — perguntam os irmãos — se impressionou num show de magia (O Mágico Estrambólico), implicou com as manias do sexo oposto (Trova do Guri e da Guria), fez piada com os próprios gases (Planeta Poft) ou se encantou por um bichinho de estimação (O Cão Salsicha)?

Essas e outras reminiscências foram embaladas com arranjos bem pop, que cruzam valsa, MPB, folk, reggae e até uma trova. Kleiton ressalta:

— Não é um disco saudosista; é moderno.

Duas preciosidades foram incluídas como faixas-bônus. A Bruxa foi a primeira música feita por Kleiton, quando ainda era criança. Lindinha é uma canção de ninar que Kledir compôs quando nasceu sua filha Julia. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário