Pages

10 de outubro de 2011

Ministério Público Federal quer cassar TV Correio afiliada da Record que exibiu estupro na Paraíba


O Ministério Público Federal entrou com ação judicial pedindo à União que casse a concessão da TV Correio, afiliada da Rede Record na Paraíba, por exibir imagens de uma garota de 13 anos sendo estuprada dentro de uma escola pública de João Pessoa. O agressor, de 20 anos, é o inspetor do colégio.

O vídeo foi registrado pela câmera celular de um adolescente de 15 anos. De acordo com a polícia paraibana, a menina disse que foi dopada. O rapaz que fez as imagens afirmou que a garota consentiu na realização do ato.

Procurada pela reportagem do Portal Comunique-se, a assessoria de imprensa e o departamento jurídico da afiliada da Rede Record na Paraíba ainda não se pronunciaram. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário