Pages

24 de outubro de 2011

O fim do WikiLeaks por falta de dinheiro

Foto: Leon Neal/AFP

A organização Wikileaks, que publicou milhares de documentos comprometedores de governos de todo o mundo, anunciou nesta segunda-feira que vai interromper suas atividades para concentrar-se na arrecadação de fundos que permitam garantir sua sobrevivência.

A página criada por Julian Assange afirma em um comunicado que se vê forçada a "suspender temporariamente as operações de publicação e a arrecadar fundos agressivamente para contra-atacar", após o bloqueio de seus recursos pelas operadoras de cartões de crédito e outras empresas, como Bank of America, Visa, MasterCard, PayPal e Western Union.

O anúncio foi realizado em entrevista coletiva em Londres pelo fundador do Wikileaks, Julian Assange, que está preso na Grã-Bretanha à espera da conclusão de um julgamento de extradição para a Suécia sob a acusação de crimes sexuais. Ele define o bloqueio financeiro como "arbitrário e ilegal", por dificulta o acesso a fontes de financiamento. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário