Pages

21 de novembro de 2011

TV, jornal e revista movimentam R$ 76 em cada R$ 100 gastos com publicidade no Brasil


A televisão, seguida dos jornais e revistas, são os meios de comunicação mais lucrativos e que respondem pela maior parte dos gastos das agências de publicidade e propaganda (PP) no País. Trocando em miúdos: de cada R$ 100 reais gastos na promoção de serviços e produtos, R$ 76 são direcionados para essas mídias.

Esse número é parte de um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Divulgado nesta sexta-feira (18), os dados foram colhidos em 2009, com mais de 1.642 empresas.

Receita
De acordo com a Pesquisa de Serviços de Publicidade e Promoção (PSPP), as empresas pesquisadas tiveram uma receita de R$ 9,46 bilhões nos últimos dois anos.

Os dados do estudo do IBGE mostraram que a televisão, sozinha, movimenta 56,1% da receita total dessas empresas. A mídia impressa (jornais, revistas, listas e guias) corresponde a outros 20%.

Rádio e mídia exterior (como outdoors e outros como pôsteres e anúncios em pontos de ônibus, por exemplo) ficam com 7%. A internet, que vive um período de consolidação, tem apenas 5,7% do faturamento do setor.

Tradição
O levantamento do IBGE mostra ainda que a maior parte dos ganhos em publicidade e propaganda no Brasil vai para o caixa das agências tradicionais, que possuem mais de 20 anos no mercado. São 228 empresas nessa categoria, detendo 38% dos negócios e um faturamento de R$ 1,89 bilhão (ou quase R$ 1 em cada R$ 5).

Entre as agências novas, (um total de 223 empresas), fica 35,6% do volume de trabalhos, com faturamento de R$ 1,63 bilhão. As agências maduras ou intermediárias (mais de dez anos e menos de 20) vêm em seguida, com 28% dos negócios e receita de R$ 1,4 bi. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário