Pages

24 de janeiro de 2013

O medo de ter medo

Foto: Ivan Sgarabotto

Eu também tenho medo! E vou repetir o medo inúmeras vezes aqui sem ter medo. Acredito que isto responda muitas decisões que não são tomadas, ou que sem querer, demoram a ser decididas, e assim sofremos um atraso em nossas atitudes, mas que estas atitudes vão ser tomadas, e portanto, o medo vai ser superado...

O medo se torna muito grande quando tu vê o tempo passar, e tu ficar ali preso com ele nos pensamentos. A única forma de não ter medo é enfrentá-lo, mas, tomar esta atitude não é fácil. Não adianta dizer sempre que é uma pessoa corajosa, porque quando está diante do problema, do medo; o confronto se torna épico e temos ali que tomar uma decisão de ir adiante contra ele, ou permanecer ali e ver ele crescer, e nós ali diminuindo.

Tenho medo, e como tenho medo das coisas não darem certas, entretanto, eu em muitas vezes enfrento ele, e em alguns momentos eu ganho, em outros eu perco, mas sinceramente, às vezes deixo ele ali, e assim me sinto um derrotado.

Não um derrotado por ter medo (e quem não tem?), mas me sinto assim, porque não enfrento, e isto quando acontece não faz bem. Muitas vezes fico com medo de decepcionar os outros, porque penso mais neles, que em mim, e ai qualquer erro é fatal. Não pra eles, mas pra mim.

A única certeza que tenho é que podemos enfrentar este medo, com medo ou não, é possível quando queremos que dê certo, e vai dar certo; e assim vamos vencer.

0 comentários:

Postar um comentário