Pages

7 de janeiro de 2014

As pérolas do regulamento do Campeonato Gaúcho 2014

Foto: Reprodução

O regulamento do Campeonato Gaúcho de 2014 é, de longe, o mais enrolado do Brasil. Os dirigentes da FGF (Federação Gaúcha de Futebol) precisaram de exatos 83 artigos para explicar o torneio de futebol que começa no próximo dia 18, indo até 13 de abril. Nas palavras do técnico Tite: "Fala muito!".

O campeonato que chega mais perto do Gauchão em termos de regulamento prolixo é o Mineiro, que tem 66 artigos. O Paulistão, com 29, e o Carioca, com 28, conseguiram deixar o texto bem mais enxuto.

As leis do Campeonato Gaúcho, aliás, são distribuídas em um documento de 27 páginas, enquanto o regulamento do Paulista coube em seis, em uma proposta até mais ecológica, caso o código tenha que ser impresso.

Um dos artigos mais bizarros do torneio do Rio Grande do Sul é o 75°: "O pedido de autorização para o minuto de silêncio antes dos jogos deverá ser solicitado pela direção do clube, em papel timbrado, e entregue ao árbitro do jogo, que acatará a deliberação da FGF".

Além dele, há o artigo 53°: "Os atletas somente poderão utilizar óculos especiais se, no entender do árbitro, o objeto acima referido não causar perigo a ele ou aos demais jogadores".

O Gauchão-2014 terá 16 times, divididos em dois grupos de oito. Os quatro melhores de cada chave avançam para os mata-matas. Já os três piores times no geral serão rebaixados para a Segundona.

Confira algumas pérolas do regulamento do Campeonato Gaúcho 2014:

Artigo 4°, § 2: Independente da colocação obtida na classificação geral do Campeonato, as únicas equipes que estão "livres" do rebaixamento são o Campeão Gaúcho, o vice-campeão do Gauchão 2014

Artigo 49°: Os maqueiros e gandulas da partida deverão estar devidamente uniformizados, com cores diferentes dos clubes e da arbitragem

Artigo 53°, § Único: Os atletas somente poderão utilizar óculos especiais se, no entender do árbitro, o objeto acima referido não causar perigo a ele ou aos demais jogadores

Artigo 71°: A cerimônia da final do Gauchão 2014 acontecerá nas 02 (duas) partidas finais que decidirão o título. Nestas, antes de iniciar os jogos, haverá a execução do Hino Nacional e Hino Rio-Grandense, em pequenas estrofes, e as duas equipes envolvidas na disputa são obrigadas a participar desta atividade e da entrega da premiação que fizerem juz, ao final do jogo. O horário de entrada em campo nesses dois jogos será previamente definido e comunicado aos clubes pela FGF

Artigo 71°, § Único: O campeão e vice-campeão, bem como o Campeão do Interior, deverão participar do evento de premiação do Gauchão 2014, a ser promovido pela FGF em data, local e horário a ser posteriormente fixados e informado aos clubes, com no mínimo, 11 (onze) atletas do plantel que participaram dos jogos do campeonato

Artigo 75°: O pedido de autorização para o minuto de silêncio antes dos jogos deverá ser solicitado pela direção do clube, em papel timbrado, e entregue ao árbitro do jogo, que acatará a deliberação da FGF

Artigo 81°:

c) Não será permitido o uso/utilização da chamada "segunda linha" de placas de publicidade estática em nenhum dos estádios da competição. Entenda-se como "segunda linha" as placas colocadas atrás das placas de publicidade estática destinadas à FGF ou até mesmo das placas destinadas aos clubes. Além disso, não será permitido qualquer outro tipo de utilização/exploração de publicidade estática em muros ou fachadas que estejam conflitando visualmente com as placas de publicidade da FGF e/ou das destinadas aos clubes nos espaços dos muros na altura do gramado;


d) Os clubes que se utilizam dos muros do estádio para instalação das placas de publicidade estática não poderão manter/expor nenhum tipo de publicidade nos mesmos ainda que determinadas partes dos referidos muros não sejam utilizados/cobertos pelas placas de publicidade estática da FGF ou até mesmo das destinadas aos clubes;

e) Deverá ser observada a regra da exclusividade de segmentos. Uma vez negociado um segmento de mercado os clubes não podem usar de seus espaços (as referidas 02 (duas) placas) para empresas que colidam com aquelas negociadas no pacote para todos os clubes. Essa exceção só é permitida para as empresas fornecedoras de material esportivo e no patrocinador master dos clubes que, neste caso, podem conflitar com a anunciante ou fornecedora de material esportivo do campeonato;
Fonte

0 comentários:

Postar um comentário