Pages

6 de julho de 2014

Estado do RS discute novas medidas para combater as cheias

Municípios recebem donativos para famílias atingidas
Foto: Claudio Fachel/Palácio Piratini

Os integrantes da sala de Situação e Controle das Enchentes composta pelos secretários da Coordenação de Assessoramento Superior do gabinete do governador, Mari Perusso, do Gabinete dos Prefeitos, Jorge Branco, e da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil, coronel Oscar Moiano, se reúnem nesta segunda-feira (07), para estudar medidas de reforço ao combate às cheias, no Palácio Piratini.

A situação mais crítica é na fronteira oeste do Estado. Em Itaqui, um terço do município está embaixo d’água em função do transbordamento do rio Uruguai que voltou a subir com retorno da chuva neste domingo. Neste fim de semana São Borja, Uruguaiana e Itaqui receberam um reforço nas ações.

Em São Borja, foi instalada a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil. Um grupo de servidores está no local atuando de forma permanente em ações emergenciais em parceria com os municípios. A prioridade é o aporte à saúde, assistência social e proteção. Uma Central de Arrecadação de Donativos para as famílias atingidas foi instalada na Rua Félix da Cunha, antigo depósito das bebidas Passani, no bairro Bettin. No sábado (05) houve distribuição de 650 kits de higiene pessoal e limpeza, 650 cestas de alimentos e 300 kits dormitórios. Há carência de móveis, colchões, roupas de cama e alimentos não perecíveis.

A Defesa Civil do RS informou que o Estado está acompanhando as cidades atingidas e prestando auxílio na confecção dos decretos de situação de emergência para que os recursos sejam disponibilizados de forma rápida além de ações humanitárias. Dados da Defesa Civil RS revelam que há 117 municípios atingidos pelas enchentes, 1.725 desabrigados e 17.881 desalojados; 78 cidades já decretaram situação de emergência. Há duas vítimas fatais. De acordo com o Departamento de Recursos Hídricos do RS, o rio Uruguai deve voltar ao nível normal a partir da próxima terça-feira (08), em função da entrada de uma massa de ar frio e o recuo das chuvas.

Rodovias bloqueadas no RS por causa das chuvas

De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem – Daer, oito rodovias gaúchas estão interditadas ou parcialmente bloqueadas:

- ERS-448, entre Nova Roma do Sul e Vila Jansen - no município de Farroupilha - há dois pontos parcialmente interditados. A previsão é que a liberação aconteça ainda durante o final de semana;
- RSC-470, entre Bento Gonçalves e Garibaldi: terceira faixa está interditada devido à queda parcial de um talude de encosta (sentido Garibaldi-Bento Gonçalves). O Daer aguarda o tempo melhorar para remover o material sobre a pista.
- RSC-153, entre Vale do Sol e Herveiras: trânsito interrompido totalmente entre o km 300 e 311, por causa da queda de uma barreira. O desvio pode ser feito pelo acesso a Sinimbu ou Pinhal Santo Antônio.
- VRS-804, no acesso a Silveira Martins: trânsito em meia pista no km 10, devido a um desmoronamento no aterro. A recuperação deve ser realizada pelo DAER dentro de quinze dias.
- RSC-481, entre Cerro Branco e Lagoa Bonita do Sul: trânsito interrompido entre o km 141 e 152, devido a queda de barreira na altura do km 145. Desvio deve ser feito pela localidade de Rodeio do Herval (Cerro Branco).
- RSC-481, de Cerro Branco até RSC-287: trânsito em meia pista do km 148 ao 156.
- RSC-480, em Erval Grande: trânsito interrompido no km 2. Ponte sobre o rio Passo Fundo. Rodovia interditada também no km 5 por causa de rachaduras na pista e levantamento do asfalto (altura de 1m) numa extensão de 100 metros.
- RSC-472, entre Humaitá e Boa Vista do Buricá: rodovia interditada devido à erosão de um bueiro no km 102,8.
- RSC-163, em Barra do Guarita: trânsito em meia pista no km 30, devido à queda de barreira.
Quando as chuvas pararem, o Daer colocará em prática a operação tapa-buraco com equipes próprias, empresas terceirizadas através do contrato de Conserva Rotineira e por meio de parcerias com prefeituras.

Com informações do Governo do Rio Grande do Sul

0 comentários:

Postar um comentário