Pages

28 de janeiro de 2011

Baterista do U2 é condenado no Brasil

Larry Mullen Jr., baterista e representante legal do U2, foi condenado pela Justiça brasileira a pagar R$ 800 mil ao empresário Franco Bruni, que trouxe a banda irlandesa ao país em 1998, para três shows da turnê "PopMart".

Em novembro de 2000, quando visitou o Rio para divulgar o CD "All That You Can't Leave Behind", Mullen disse ao jornal "O Globo" que o grupo não tinha recebido todo o pagamento pelos shows. "Fomos embora sem receber uma boa parte do cachê", declarou o baterista.

Na mesma ocasião, o vocalista Bono lamentou que os shows nos Brasil foram "desorganizados". Foram três apresentações, uma no Rio e duas em São Paulo. Antes do show carioca, um grande congestionamento no caminho para o local do evento, em Jacarepaguá, fez com que uma parte do público perdesse o início da apresentação.

Três dias depois, o empresário entrou com pedido de processo por danos morais na Justiça de Santa Catarina, onde ele reside, apresentando as notas fiscais correspondentes aos pagamentos efetuados à banda.

O processo foi aberto em 2003 e as audiências se deram entre 2005 e 2010, sem que nenhum representante da banda tivesse tomado parte de nenhuma delas.

Em 2006, quando o U2 retornou ao Brasil durante a turnê "Vertigo", Mullen e Bono receberam citações judiciais após a chegada do avião da banda, em Guarulhos.

Segundo consta nos relatos do processo, o avião teria pedido permissão para decolar quando os integrantes da banda souberam da presença de oficiais de Justiça e agentes da Polícia Federal, mas permaneceu no solo.

Mullen não assinou o documento e escreveu nele "palavras incompreensíveis". Já Bono assinou a citação com seu nome verdadeiro, Paul Hewson.

No último dia 18, decisão da 3º Vara Cível da Comarca de Balneário Camboriú (SC), determinou que Mullen pague R$ 800 mil de indenização a Franco Bruni. Na sentença, as declarações do músico foram consideradas "desabonadoras e desprovidas de veracidade".

Por enquanto, a banda não se manifestou sobre a sentença. Cabe recurso a Mullen e o final da história pode levar alguns anos.

Em seu blog, Bruni registrou a decisão com um texto iniciado com a seguinte frase: "Um caso de irresponsabilidade e desrespeito está próximo do fim".

O U2 volta ao Brasil neste ano para fazer três shows no estádio do Morumbi, em São Paulo. Marcadas para os dias 9, 10 e 13 de abril, as apresentações estão com ingressos esgotados. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário