Pages

14 de janeiro de 2011

Ibope cria novo sistema de acesso para frear pirataria

Com o objetivo de impedir o crescimento da pirataria de audiência em tempo real, o Ibope adotará um novo sistema de acesso aos dados. Segundo a coluna de Keila Jimenez, no jornal Folha de S.Paulo, a entidade enfrenta problemas com senhas e logins pirateados ou cedidos a outras pessoas, que acabam divulgando as informações sem autorização em blogs, sites e em mídias sociais.

Os dados sobre a audiência em tempo real das emissoras são comercializados a preços altos pelo Ibope. Outra medida para conter a pirataria será o desativamento do Terminal Cliente Web, previsto para março. O serviço permite aos clientes do instituto acessarem as pesquisas.

O sistema será substituído por outro, chamado TC.Net, que terá normas mais rígidas de segurança e dificultará o repasse de senhas a pessoas que não forem clientes, já que o processo de troca de dados de acesso - login e senha - será constante.

Atualmente, o Terminal Cliente Web também pede a mudança das informações do usuário, mas com periodicidade maior e poucas exigências de identificação do cliente. Além disso, os acessos aos sites do Ibope passarão por mais monitorias, com o objetivo de identificar visitantes piratas.

A pesquisa da audiência em tempo real integra pacotes de prestação de serviço de audiência do Ibope, que chegam a custar R$ 100 mil por mês, dependendo da demanda da emissora, segundo informou a Folha. Em setembro de 2010, o instituto anunciou o desenvolvimento de medição de audiência de TV em aparelhos celulares, que seria feita apenas em sinais de TV digital. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário