Pages

28 de março de 2011

Colombianos furam segurança e levam torcedor morto ao estádio

Foto: EFE

Torcedores do Deportivo Cúcuta protagonizaram uma cena curiosa e incomum no Estádio General Santander, durante confronto do clube contra o Envigado, no último domingo, pelo Campeonato Colombiano: eles levaram o corpo de um torcedor morto dentro de um caixão para as arquibancadas.

A história remete ao romance A morte e a morte de Quincas Berro D'Água, escrito pelo baiano Jorge Amado. Na ficção, amigos levavam um morto para uma última noite de farra pelas ruas de Salvador. No domingo, a vida imitou a arte mais uma vez, e os torcedores colombianos escolheram um método quase idêntico para homenagear Cristopher Alexander.

Aos 17 anos, Jácome morreu na noite de sábado, quando jogava futebol, vítima da violência urbana da Colômbia. Seus amigos então foram ao velório e com o consenso da família de Cristopher, levaram-no dentro do caixão para "assistir" ao empate por 1 a 1.

O Coronel da Polícia Metropolitana de Cúcuta, Álvaro Pico Malaver, disse que os torcedores entraram com o caixão enganando a polícia e o sistema de logística do estádio. A cada um destes, disseram ter a autorização do outro.

O Coronel disse que irá se reunir com autoridades para descobrir e investigar o que realmente aconteceu. Alguns torcedores já foram identificados e devem ser punidos. São todos integrantes da torcida organizada "Barra del Indio", a qual o jovem morto pertencia.

"Foi um verdadeiro gol que estes jovens fizeram nas autoridades da cidade, porque além de ingressarem com um morto durante uma partida de futebol, os mesmos estavam proibidos de estar lá por motivos de indisciplina", finalizou o Coronel. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário