Pages

15 de julho de 2011

País tem mais jornalistas não diplomados do que graduados

O Rio Grande do Sul, ao contrário, registrou mais diplomados

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) realizou recentemente um levantamento sobre registros de jornalistas. Entre 1º julho de 2010 e 29 de junho de 2011, conforme dados do órgão, 40% dos registros em todo o território nacional foram conferidos a profissionais sem graduação específica em Jornalismo.

O Rio Grande do Sul, apesar de ocupar a quarta posição entre os estados que mais profissionais cadastraram no período de um ano, não figura entre as regiões que registraram mais não diplomados do que jornalistas graduados. Ao contrário, os números mostram que 55% dos registros foram concedidos a pessoas com nível superior na área.

Segundo o MTE, dos 5.506 registros concedidos em São Paulo, 2.853 foram conferidos a profissionais sem diploma, contra 2.653 a jornalistas graduados na área. Sergipe registrou 127 não diplomados contra 61 graduados. Em Rondônia, o número foi de 77 contra 18 e no Acre, 19 contra 16. Conforme publicado no portal Comunique-se, de cada 10 jornalistas registrados, quatro são profissionais sem graduação específica na área. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário