Pages

12 de dezembro de 2011

A despedida do Vagão Bar - O ponto rock da estação de Caxias do Sul

Foto: Douglas Trancoso

A segunda-feira, 26 de dezembro, vai marcar a despedida do Vagão Bar, do ponto clássico da Estação Férrea de Caxias do Sul, na rua Coronel Flores, com a "festa" Adios Vagão Bar.

O Papo de Gringo informou em primeira mão a notícia da saída do bar (confira AQUI). A informação surgiu no próprio facebook do Vagão, com o lançamento da agenda de shows para este mês de dezembro.

No início do mês fui ao Vagão e a tristeza era nítida, com a pouca presença de público, no máximo tinha dez pessoas. Este não foi o motivo do fechamento, mas parece que o público aceitou esta decisão "numa boa", ou não tinha o que mais fazer.

É uma pena o que ocorre em Caxias do Sul, quando algo parece dar certo, não dura muito tempo, tem um "maldito" prazo de validade, e assim, não tem como algo dar certo. O Vagão agora é mais um bar que fez história na cidade e vai ficar eternizado nas memórias de quem aproveitou e curtiu as festas.

Confira na íntegra a nota de despedida do bar, e as explicações para a retirada do lugar que era a referência do rock na cidade:

Esta noite o rock não vai rolar!

E no fechar das portas de quase cinco anos muita coisa passa pela cabeça! As noites, as luzes, os amigos, os encontros e desencontros em um microcosmos noturno regado a rock and roll, latinidade e diversão! E assim, com um até breve, o Vagão Bar se despede da estação férrea! O motivo, nada nobre, para deixarmos o imóvel, até então habitado pela falta de controle, é apenas, e tão somente, a troca de proprietário da casa onde era residência fixa da diversão e diversidade. Ficou difícil trabalhar!

Com uma carta fria dando prazo para a derradeira saída, seguida de um reajuste um pouco acima da média, fomos forçados a, na ponta do lápis, chegarmos a conclusão de que seria desumano repassar tal custo a nossos intrépidos passageiros! Preferimos a saída mais dolorosa. Deixamos nosso palco em formato de diamante negro calado, nosso globo de espelhos sem girar, e o balcão do bar em silêncio. Na memória guardamos os sorrisos que colecionamos ao longo destes anos! Os seus sorrisos! Mas o mais importante, de tudo isso, é a certeza de que fizemos parte da sua história como você fez parte da nossa vida!

Podemos dizer que somos um bar que não era apenas de seus proprietários, os que vieram antes e os que assumiram após! Somos um bar que tem alma, que é livre, que está vivo! Pequeno em tamanho, grande no coração! Deixamos nas páginas da história um pouco de cor e música no coração da estação férrea! Deixamos a diversidade e o espírito livre de não julgar, mas de aceitar as diferenças por serem elas o que dá colorido a vida! Nunca agradamos a todos, missão impossível de se conseguir, mas tentamos ser o melhor que pudemos nestes quase cinco anos! Do alto do segundo andar da Rua Coronel Flores, 789, vimos o mundo mudar, vimos muitos de vocês crescerem! Ao fechar os olhos inevitável será a saudade que aquelas paredes irão deixar!

Nunca fomos um bar, nunca fomos um negócio, somos a casa de braços abertos esperando nossos passageiros voltarem! Em cada parede, em cada porta, em cada canto guardamos uma história! Cabe, a nosso irmão mais novo, dar seguimento ao jeito Vagão Bar de ser e viver! As festas insanas, as bandas, a inovação, bom humor, marcas registradas deste Vagão, agora, a partir de 2012, possuíram um novo endereço: Julio de Castilhos, 1343! Somos o que somos porque vocês fizeram de nós o que queriam que nós fossemos!

Com o tempo aprendemos que não é um bar que escolhe seu público, é o público que escolhe o seu bar! Com orgulho dizemos: Obrigado por nos escolherem! Não há sentimento que se possa traduzir em palavras para esta hora! Fica na boca um gosto de quero mais! Fica um abraço, um sorriso, uma lágrima, fica um vazio no lado do peito. Fica um obrigado a vocês, nossos eternos passageiros!

0 comentários:

Postar um comentário