Pages

6 de junho de 2012

TV Globo volta a ser alvo de protesto durante transmissão ao vivo

Foto: Reprodução


Durante exibição do Radar SP na manhã desta quarta-feira (6), a Globo voltou a ser alvo de protesto durante transmissão ao vivo. Um homem apareceu gritando e mostrando um cartaz escrito "mídia doente" enquanto a repórter Patrícia Falcoski comentava a movimentação na rodoviária do Tietê, em São Paulo, nesta véspera de feriado de Corpus Christi.

O cinegrafista mostrava parte do saguão quando o homem invadiu a reportagem. Constrangida com a situação, Patrícia disse que "tem gente que aproveita para chamar atenção também" e encerrou rapidamente sua participação.

Nos estúdios da emissora, Glória Vanique comentou o incidente com Carla Vilhena, que lamentou: "se fosse ao menos algo inteligente".

Outro caso de muita repercussão aconteceu no dia 31 de outubro de 2011. A jornalista Monalisa Perrone foi empurrada por um grupo de homens durante entrada ao vivo no Jornal Hoje. Na ocasião, ela estava na frente do Hospital Sírio-Libanês, também em São Paulo, para falar sobre o estado de saúde do ex-presidente Lula, que tratava de um câncer na laringe. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário