Pages

4 de fevereiro de 2013

Juventude joga melhor no clássico Ca-Ju e Caxias se mantém na liderança com empate

Foto: Ivan Sgarabotto

Um clássico Ca-Ju com fortes emoções do início ao fim da partida foi realizado neste domingo, 03, pela quinta rodada do Campeonato Gaúcho, o que resultou num empate em 1 gol, com muitas polêmicas e reclamações com a arbitragem de Anderson Daronco.

O Juventude jogando em casa, no Alfredo Jaconi tinha a obrigação de vencer o clássico, e o Caxias com um empate era um grande resultado fora de casa. A equipe esmeraldina jogou melhor no primeiro e no segundo tempo, mas não soube aproveitar as oportunidades, ao perder inúmeras finalizações claras de gol,e também se aproveitar do momento que estava com um jogador a mais em campo.

A equipe grená recuada em campo, praticamente ficava defensiva e nem contra-ataque conseguia fazer, devido a pressão alviverde, entretanto, o Caxias soube aproveitar uma das poucas chances que teve e conseguiu igualar o marcador e segurar o resultado até o final da partida.

No primeiro tempo, o artilheiro Zulu novamente cansou de perder gols e fazer funções que não eram pra dele, irritando assim o torcedor alviverde que está perdendo a paciência com o atleta. Por ironias do destino, o Juventude abriu o marcador com o próprio Zulu no final da primeira etapa aos 43', após uma cobrança de falta de Alan, e na confusão, o sempre contestado Zulu mandou a bola para os fundos da rede. A vitória do Juventude no primeiro tempo fazia jus o que a equipe estava jogando na etapa inicial de partida.

No segundo tempo, o Caxias começou muito melhor, meteu pressão até conseguir empatar nos primeiros minutos de jogo. Aos 9' o goleiro Fernando do Juventude não segura a bola, e Lino aproveita a confusão na área para empatar a partida. Logo após o gol, o Juventude retoma o domínio da partida, e o clima esquenta no Jaconi com a expulsão justa de Rafael Santiago do Caxias, ao agredir Fabrício do Juventude. A partir deste momento, arbitragem de Anderson Daronco começa a aparecer na partida com grandes polêmicas, e perder em alguns momentos o controle do jogo.

Com um atleta a mais, o Juventude não conseguiu se aproveitar da oportunidade, pois logo em seguida Fred foi expulso ao afastar a bola (jogar para fora do estádio) e deixar a perna na dividida com Zambi, que aproveitou para fazer uma encenação. 1 a 1 no marcador e no número de expulsões. A segunda etapa estava muito quente, o Caxias ainda teve um gol anulado, e o Juventude continuava a perder muitas finalizações.

Foto: Ivan Sgarabotto

No último minuto da partida, um gol que mudaria o placar final da partida se fosse marcado. Aos 49' Diogo Oliveira sofre um pênalti e ele mesmo cobra. Campo totalmente molhado, chute forte e certeiro para longe do gol, e assim Juventude chutava para fora mais uma chance de vitória, e o Caxias comemorava o empate na casa do maior rival, no clássico Ca-Ju 272. Placar final: Juventude 1 x 1 Caxias.

A dupla Ca-Ju volta campo na próxima quarta-feira, 06, às 17h. O Caxias joga no Centenário diante do Esportivo, e o Juventude enfrenta o Cruzeiro, no estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre.

Com o empate, O Caxias se mantém na liderança do grupo A ao lado do Lajeadense com oito pontos, e o Juventude caiu para a quarta colocação do grupo B, com sete pontos.

Ficha técnica:

Juventude:
Fernando; Murilo (Bergson), Fred, Diogo e Robinho; Rafael Pereira, Fabrício, Jardel e Alan (Diogo Oliveira); Rogerinho e Zulu (Léo). Técnico: Lisca

Caxias: André Zuba; Jackson (Luis Felipe), Jean, Lino e Dener; Umberto, Alisson, Karl (Wallacer) e Renato Medeiros (Cléberson); Zambi e Rafael Santiago. Técnico: Picoli.

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por Tatiana Jacques de Freitas e Lucio Biersdorf Flor.

Cartões amarelos: ; Diogo (J); Jackson, Alisson, Lino e Zambi(C)

Cartões vermelhos: Fred (J); Rafael Santiago (C)

Gols: Zulu (J); Lino(C).

Público: 4.266 Renda: R$ 72.440,00

1 comentários:

Postar um comentário