Pages

6 de junho de 2013

CUIDADO: Vírus no Facebook pode roubar contas bancárias


Cresce a circulação de um vírus no Facebook que tem potencial para roubar dados e limpar a conta bancária de usuários. É um cavalo de troia chamado Zeus/Zbot.

O malware já existe há seis anos, mas ressurgiu em 2013, especificamente em fevereiro. Na metade do mês de maio, apresentou um pico de usuários afetados nos Estados Unidos, segundo relatório da empresa de segurança Trend Micro citado em reportagem do blog de tecnologia do New York Times.

De acordo com a Trend Micro, existe uma tendência de antigos vírus voltarem à ativa repaginados, o que é o caso do Zeus no Facebook. No ano passado, por exemplo, esse vírus foi apontado como parte de um ataque que desviou cerca de US$ 800 milhões de contas de bancos na Europa, América Latina e Estados Unidos.

Além de dados bancários, o Zeus é programado para roubar qualquer tipo de identificação online de usuário, o que inclui dados pessoais.

Mensagens e links

O vírus é transmitido via mensagens de “phishing”. O termo em inglês significa “pescaria” e diz respeito a links ou mensagens falsas, geralmente de propaganda, que pedem que o usuário clique para visualizar vídeos ou produtos, segundo o Business Insider.

Quando a pessoa é “fisgada” pelo vírus, sua conta no Facebook encaminha, automaticamente, mensagens e links para os amigos na rede social, com o objetivo de infectar mais usuários.

O alerta: não clique em links que pareçam suspeitos, mesmo que a fonte seja um amigo próximo. Esse amigo pode ter sido infectado e ainda não ter percebido.

O Zeus fica “adormecido” no computador até que o usuário acesse uma conta bancária, por exemplo. Aí o malware entra em ação para roubar dados e senhas. O vírus tem potencial para atingir somente usuários de Windows.

Cuidados no Facebook

A página www.facebook.com/security reúne informações sobre segurança no Facebook. A empresa informa que “detecta ativamente vírus conhecidos nos dispositivos dos usuários para proporcionar a eles um processo de autorrecuperação que inclui o varredor de vírus Scan-E-Repair”.

A empresa indica aos usuários que relatem qualquer spam que encontrem na rede social. Para isso, uma setinha no canto superior direito dos posts na timeline mostra a opção “Denunciar história ou spam”. Além disso, o Facebook reforça que nunca pedirá número de cartão de crédito, identidade ou CPF. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário