Pages

8 de agosto de 2013

O tom da despedida

Foto: Ivan Sgarabotto

A cada dia que vai passando, percebe-se o tom da despedida. A saudade das coisas que tu fez, ou deixou de fazer. Isso também ocorre e fica muito claro, quando tu está observando os grandes e pequenos detalhes.

Uma vida se passa, um novo ciclo se forma, e o tempo se encarrega de deixar registrado tudo aquilo que se tornou importante, a tal das marcas. Momentos importantes de felicidades, e quantos e quantas risadas, histórias e diversões aconteceram? Por outro lado, também houveram instantes de seriedades, angustias e nervosismo, que num piscar de olhos é tentando passar a tranquilidade e a calma que tudo vai dar certo.

Dias, meses e anos. É uma verdadeira história, que nem sempre quando começa tem uma explicação direita, porém se tem um objetivo; mas, quando termina. E por mais que tenha essa trajetória se passado por diversos obstáculos, é algo que se sentirá falta, por estar presente no cotidiano.

A despedida tem um lado positivo, e nada vida é assim também; sempre estamos aprendendo com o conhecimento adquirido ao longo dessa jornada. E como dizem: “a vida segue” e novos caminhos surgirão; e que as nossas conquistas neste período todo, nos traga ótimos frutos.

Por: Ivan Sgarabotto

0 comentários:

Postar um comentário