Pages

9 de junho de 2014

A cobertura televisa brasileira na Copa do Mundo

Contagem regressiva para a abertura da Copa do Mundo na quinta-feira (12) com Brasil e Croácia. As emissoras envolvidas têm buscado maneiras das mais diferentes para atrair a atenção do telespectador.

Se a TV aberta, representada por Globo e Band, continuará levando vantagem com a bola rolando, os canais fechados também buscam se destacar por uma cobertura de bastidores mais abrangente.

A Fox (1 e 2) está, desde a semana passada, 24 horas no ar em cima disso. SporTV, BandSports e a ESPN prometem fazer o mesmo a partir de hoje. É bem interessante a preocupação de todas em ir ao encontro do público em casa, fazendo-se valer de expedientes que não são os mais comuns.

O canal 2, da Fox, que desde o começo tinha a pretensão de apresentar uma transmissão diferenciada --daí o interesse frustrado de contar com Silvio Luiz-- irá fazer todos os jogos com foco de humor. Para isto, foram definidas três duplas: o casal Marília Ruiz e Paulo Bonfá; Cadú Cortez e Ana Paula Oliveira; e Paulinho Arapuã e Mano. Vários convidados especiais também participarão, desde Palmirinha até Danilo Gentili.

Números da TV

Juntas, Globo e Bandeirantes vão movimentar cerca de 4.000 profissionais na cobertura da Copa do Mundo.

O número oficial divulgado pela líder envolve algo próximo de 2.500 pessoas, enquanto a Band irá mobilizar cerca de 1.200. Ambas, porém, admitem que os seus contingentes possam sofrer modificações e ganhar novos componentes.

Na fechada

No sistema pago, ninguém deve superar o SporTV com as suas três emissoras totalmente voltadas para o campeonato mundial. Serão mais de 600 profissionais.

A ESPN, por sua vez, tem credenciadas 236 pessoas, enquanto a Fox informa que mobilizará mais de 300. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário