Pages

25 de agosto de 2014

Em Caxias do Sul Clayton Conservani fala sobre capacidade de superação dos desafios

Foto: Julio Soares/Objetiva

"Eu sou um contador de histórias." Assim se definiu o jornalista Clayton Conservani, repórter da TV Globo, conhecido por ser o protagonista da série Planeta Extremo, exibida pelo Fantástico desde 2010. Parte destas experiências que o desafiaram ao limite foi relatada por ele na reunião-almoço que a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) realizou nesta segunda-feira (25), para um público que lotou o restaurante da entidade. O que move Conservani é o sonho de mostrar ao telespectador, pelos olhos de quem viu e viveu, os lugares mais inóspitos do planeta, levando conhecimento e cultura ao povo brasileiro. O evento foi alusivo aos 25 anos do Sindicato das Indústrias do Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás).

Ao fazer um paralelo entre as suas reportagens de aventura e o mundo dos negócios, Clayton Conservani falou sobre desafios, tomadas de decisão, superação, motivação e sucesso. Salientou a importância do trabalho em equipe e discorreu sobre planejamento e tomada de decisões sob pressão, especialmente em situações de perigo. Para o jornalista, o ser humano muitas vezes desconhece a sua própria capacidade de realização. "Minhas reportagens falam sobre esta capacidade de realizar tarefas que parecem impossíveis e de encarar desafios que, às vezes, a gente não sabe que tem", ressaltou Conservani.

Ao relatar as suas expedições pelos montes mais altos do mundo, como o Aconcágua, McKinley e Everest, neste último numa jornada que durou 79 dias, disse que, assim como nas montanhas, nos negócios é preciso dar passos seguros, mas sem se deixar levar pelo discurso dos derrotados, de quem desiste de seguir em frente.

Com informações da Assessoria de Imprensa da CIC

0 comentários:

Postar um comentário