Pages

31 de agosto de 2014

Um mês para ser superado

Conhecido como o mês do desgosto, e confesso que nunca tinha reparado muito nisso, o agosto de 2014 chega ao seu fim.

Cansativo ao extremo, particularmente foi complicado pra mim desde o começo, e pra superar isto; a cabeça sempre teve que estar firme para não desabar. Ser forte em momentos de crises foi difícil, mas consegui, ou estou tentando.

No começo do mês fraturei o meu pé esquerdo, e pra mim não foi fácil, porque como sou muito ativo e independente, gosto de ficar me movimentado tudo que é lado, e fazendo várias coisas ao mesmo tempo, e ter que parar para “descansar”, foi um pouco cruel.

Me senti bem mal com isso, afinal, por mais que eu fui muito bem tratado por todos, era estranho tu ter dificuldade para se movimentar, não ter mais ânimo, e ao tomar remédios para melhorar, a sensação era de ficar "grog" e "lento", e isto não é comigo.

Passado duas semanas deste acidente, perdi a minha vó materna. Isso foi um golpe muito duro pra mim, pois, me desnorteou de vez. E como ser forte neste momento? Realmente, pra quem já não estava legal, ter que encontrar caminhos para se erguer, foi mais uma etapa para tentar "superar", como está difícil encontrar palavras para justificar isso.

A dor de uma perda é enorme, perdi uma pessoa muito próxima de mim e importante, fiquei sem chão, mas ser forte é o que me resta, e disso não desisto, pelo menos estou tentando, mesmo estando em muitos períodos calado. Posso não estar bem, a cabeça está a mil, contudo, a vontade de viver é grande e aproveitar as coisas mais ainda.

O mês de agosto chega ao seu fim, e, claro; sempre de muitos aprendizados mesmo nas maiores dores. Daqui em diante é o momento de recomeços, e espero que dê tudo certo, vamos lutar para isso.

Obrigado pelo carinho de todos.

Por: Ivan Sgarabotto

0 comentários:

Postar um comentário