Pages

12 de agosto de 2014

Rede Católica de Rádio transmite debate dos presidenciáveis em setembro

A Rede Católica de Rádio, RCR, formará um Pool de transmissão em conjunto com 230 emissoras de rádio do Brasil. O debate é promovido pela CNBB e organizado pela Rede Aparecida de Comunicação. Emissoras de televisão e rádio irão transmitir ao vivo o debate: Rede Vida de Televisão; Rede Século 21; TV Imaculada, TV Nazaré, TV 3º Milênio; TV Horizonte, TV Canção Nova e TV Evangelizar, no dia 16 de setembro, a partir das 21h30min.

O debate será dividido em 5 blocos; estimado em duas horas. O primeiro bloco será a apresentação dos candidatos e já foi feito um sorteio com os posicionamentos dos presidenciáveis no cenário, em sentido horário; terá uma mensagem da CNBB pelo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, o Cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis.

A iniciativa, tem apoio de entidades da sociedade civil, como a Signis Brasil, e instituições de comunicação. A CNBB quer com o debate conscientizar o cidadão no período que antecede a eleição e levar à responsabilidade de cada cidadão católico na política e construção da democracia e participação e responsabilidades durante o pleito.

A última campanha encabeçada pela CNBB foi a que resultou na aprovação pelo Congresso Nacional, da lei de iniciativa popular que instituiu a chamada “Ficha Limpa”, que proíbe a candidatura de políticos com condenações na justiça ou que renunciaram ao mandato para escapar doe processos de cassação. Na primeira experiência com a nova lei, nas eleições municipais de 2012, a entidade também começou uma campanha de esclarecimento ao eleitor sobre as novas regras.

Para o presidente da CNBB e arcebispo de Aparecida, cardeal Dom Damasceno Assis, o debate em âmbito nacional vai permitir que os eleitores conheçam as propostas dos candidatos para os problemas graves do Brasil, disse: “realmente ver quais propostas concretas que estes candidatos propõem para o nosso país para a solução dos problemas que todo povo enfrenta hoje em dias no campo da educação, segurança, saúde e moradia, são tantos problemas", explica.

Para a presidente de Signis Brasil, Ir. Helena Corazza, que apoia o projeto e que chamou as mídias “participação (Tvs, Rádios, Portais e Impressos), disse “estamos colocando a disposição em serviço para que a Igreja e os candidatos também possam dizer de suas propostas e que possa ser um momento cidadão e de podermos aprofundar o sentido de cidadania, que é participação e também de buscar caminhos juntos em favor da vida e da solidariedade”.

Esta é primeira vez a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, realizará um debate com os candidatos a Presidência da Republica envolvendo os veículos de comunicação e mídias católicas de Rádio, Televisão, Web e Jornal Impresso.

Com informações da RCR/Signis

0 comentários:

Postar um comentário