Pages

16 de novembro de 2014

Brasil conquista inédito Sul-Americano de Handebol de Surdos

A seleção brasileira masculina foi campeã da 1ª edição dos Jogos Desportivos Sul-Americanos de Surdos de Handebol, que ocorreu neste fim de semana (15 e 16 de novembro), em Caxias do Sul, que teve a participação do país sede Brasil, mais o Equador e o Uruguai.

No sábado, 15, o Brasil derrotou a seleção equatariana por 9 a 4, e também ganhou da seleção uruguaia pelo placar de 9 a 3. A equipe brasileira comandada pelo supervisor e primeiro técnico Gabriel Citton, mais Rafael dos Santos como segundo técnico e a auxiliar técnica Nayanna Reolon, conquistaram o título neste domingo, 16, ao vencerem do Equador por 15 a 4.

A decisão começou tensa para o Brasil, com o Equador abrindo o marcador com Munhoz, mas logo após o susto, o Brasil conseguiu controlar a ansiedade da partida e reverter o placar. Com um ritmo mais forte, a seleção brasileira aumentou a diferença de gols e venceu no primeiro tempo por 4 a 1.

A partida mais aberta na segunda etapa, e o Equador tentando diminuir o placar, a seleção brasileira aos poucos conseguia ampliar o número de gols e ficar o tempo todo com o controle do duelo decisivo, com grandes lances até o apito final. O goleador da competição foi o brasileiro Dauber Roque com 10 gols, e Anderson Santana foi o capitão do Brasil.

Citton conta que a equipe sabe que o Brasil tem mais tradição no handebol de surdos, principalmente no Sul-Americano, e mesmo assim, o objetivo era tentar conseguir trazer o título inédito para a seleção Brasileira, e no Brasil. “Isto foi muito importante principalmente por ser o primeiro Campeonato Sul-Americano, e nós sabemos que temos de evoluir muito tecnicamente, principalmente para brigar com Europeus nos Campeonatos Mundiais e nas Surdolimpíadas.” O treinador ressalta que na América do Sul, o Brasil vai manter a hegemonia, mas em nível de Panamericano, os Estados Unidos são muito fortes.

Por fim, o supervisor e técnico da seleção brasileira Gabriel Citton, relata que o trabalha desenvolvido começa a dar resultados, pois a seleção brasileira de handebol de surdos existe há um ano. O presidente da CBDS (Confederação Brasileira de Desportos de Surdos) é Gustavo Perazzolo, esteve presente no evento, para prestigiar a equipe campeã da 1ª edição dos Jogos Desportivos Sul-Americanos de Surdos de Handebol.

0 comentários:

Postar um comentário