Pages

10 de julho de 2016

A passagem da Chama Olímpica por Caxias do Sul

Fotos: Ivan Sgarabotto

A sexta-feira dia 8 de julho foi um dia histórico e marcante para o município de Caxias do Sul. A passagem da Chama Olímpica na última Cidade Celebração teve início no Monumento Nacional ao Imigrante (na BR-116), na noite da sexta-feira, para um percurso de 12,8 km. O revezamento da Tocha Olímpica mostrava também a felicidade dos condutores e da população que acompanhava este momento único.

Os estudantes Ana Caroline da Silva, Érica Basso e Felipe Bossle participaram do acendimento da tocha. Os primeiros 200 metros foram percorridos pelo frei Jaime Battega e logo após mais 61 condutores participaram do evento. Entre os condutores estava o técnico da Seleção Brasileira de futebol Adenor Bachi, o Tite, campeão gaúcho pelo Caxias em 2000. O treinador Tite finalizou o percurso no Parque da Festa da Uva e acendeu a Pira durante a festa de celebração pela passagem do fogo olímpico.

O Alvaro Koslowski que participou como atleta de canoagem nas Olimpíadas de Barcelona (1992); o atirador Jean Labatut, que participou das Olimpíadas de Atlanta (1996); a rainha da Festa da Uva, Rafaelle Galiotto Furlan; o técnico da seleção brasileira de basquete em cadeira de roda, Tiago Frank; e o técnico da seleção brasileira de handebol de surdos, Gabriel Citton, que pediu em casamento Isabel Spies antes de seu revezamento da Tocha, também estiveram entre os carregadores.

Milhares de pessoas estiverem presentes durante todo o trajeto da Chama Olímpica por Caxias do Sul. Manifestos através de cartazes foram registrados e trânsito parado em alguns pontos, quando havia a passagem da Tocha também aconteceu. O evento no Rio Grande do Sul teve a participação de 617 condutores que levantaram o fogo olímpico pelas ruas de 28 municípios do Estado em 2,5 mil quilômetros percorridos e setes dias de revezamento.

0 comentários:

Postar um comentário