Pages

26 de maio de 2011

Piloto do Corinthians anuncia carro verde e clube reclama

Foto: Divulgação/Master Midia Marketing

Antes mesmo da primeira corrida da temporada da Superleague, a equipe do piloto brasileiro Antonio Pizzonia está envolvida em uma polêmica.

Como em 2008 e 2009, o amazonense vai pilotar o carro do Corinthians --na categoria, no lugar de equipes como na F-1, os carros representam clubes de futebol.

Ao anunciar o carro deste ano, a Superlegue mostrou que a pintura tem um grande destaque para o verde-- cor do arquirrival Palmeiras--, em representação à bandeira do Brasil.

Logo após a divulgação das imagens do novo carro, o Corinthians publicou uma nota em seu site oficial dizendo que não concorda com a pintura verde.

"O Sport Club Corinthians Paulista esclarece ao seu torcedor que em nenhum momento aprovou o layout do carro divulgado pela Fórmula Superliga como sendo o do Timão. Evidentemente não será autorizada a utilização da cor verde em nosso carro", diz o comunicado corintiano.

O Corinthians participa da categoria desde 2008, quando também teve Pizzonia como piloto. Ano passado, com o holandês Robert Doornbos, a equipe corintiana ficou na 12ª colocação.

"Parece q o carro verde e amarelo já está dando oq falar,rs. O carro é desenhado pela SuperLeague e tenho certeza q eles tomarão providências", escreveu o piloto em sua conta no Twitter. "Só não sei como eles desenharão um carro com as cores do Brasil sem verde ou pouco verde, rsrs.. Veremos!", completou Pizzonia.

A Prefeitura de Manaus, que aparece como patrocinadora nas imagens divulgadas, diz que não faz exigências quanto às cores do carro de Pizzonia. Manauara, o piloto exibe, em inglês, a mensagem "Visite Manaus" justamente sobre o verde do carro.

A primeira prova da Superleague este ano é em 4 de junho, no circuito de Assen, na Holanda. São oito no total, duas delas no Brasil: Curitiba e Goiânia, ambas em outubro.

"Vai ser a oportunidade do 'bando de loucos' ir torcer por mim. Quero que toda a galera corintiana compareça nestas duas provas para torcer por mim. Quem sabe eu não consigo vitórias para retribuir todo o apoio que já tenho desta torcida", afirmou por meio de nota de sua assessoria de imprensa. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário