Pages

23 de maio de 2012

Namorados vão gastar R$ 130 com presentes, revela pesquisa da Fecomércio-RS

Com o dia 12 de junho se aproximando, casais de namorados de todo o Rio Grande do Sul começam a procura pelo presente ideal. E a Pesquisa Estadual de Dia dos Namorados, realizada pela Fecomércio-RS (Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do RS), aponta que os gaúchos gastarão, em média, R$ 130,61.

Conforme os entrevistados, os homens deverão efetivar um gasto médio de R$ 158,24, enquanto as mulheres gastarão R$ 105,57. A pesquisa está sendo divulgada nesta quarta-feira (23) e ouviu mais de 380 pessoas moradoras das cinco principais cidades das Macrorregiões do Estado: Santa Maria, Porto Alegre, Caxias do Sul, Ijuí e Pelotas.

Segundo o presidente do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, Zildo De Marchi, a estimativa da Federação é de que as vendas aumentem 8,5% a 9,5% em 2012, quando comparado ao ano anterior. Para ele, a melhora nas vendas se explicaria pelo bom momento do mercado de trabalho, que vem registrando taxas de desocupação historicamente reduzidas, e, consequente expansão da renda. As taxas de juros, em patamar inferior a junho de 2011, também favorecem as compras a prazo.

E na hora de ir às lojas, os tipos de presente mais frequentes serão vestuário (40,1%), perfumes e cosméticos (19,3%), calçados (11,2%) e flores (5,7%). Dentre os locais de compra, o mais citado foram lojas do centro das cidades (62,8%). Os presentes serão pagos, em sua maioria, à vista (85,9%) e, daqueles que pretendem parcelar os gastos, 56,6% pensam em pagar em 2 a 3 vezes.

A pesquisa ouviu os namorados para saber que tipo de comemoração eles gostariam de realizar na data. Do total de entrevistados, 62,5% das pessoas pretendem proporcionar algum evento especial em comemoração. Destes, 49,2% devem ir a bares e restaurantes; 26,6% vão organizar um almoço ou jantar em casa; 10,4% irão ao teatro ou ao cinema; 7,1% indicaram um motel; 2,9% apontaram viagens; e 0,4% escolheram boate ou danceteria para a comemoração.

Pesquisa completa aqui

Com informações da Fecomércio

0 comentários:

Postar um comentário