Pages

2 de fevereiro de 2013

OPINIÃO: Respeitem a dor dos familiares das 236 vítimas na boate em Santa Maria

A maior tragédia da história do Rio Grande do Sul, aconteceu há uma semana na cidade de Santa Maria com o incêndio na boate Kiss, com mais de 230 mortos por queimaduras e asfixia no local e também em hospitais.

No dia 27 de janeiro de 2013, o Brasil viu o povo gaúcho chorar e ficar de luto, com o terrível acontecimento. Por respeito as famílias das 236 vítimas, decidi não mais ficar divulgando notícias sobre o ocorrido, após um domingo de muitas informações e uma segunda-feira de confirmações das irregulares que levaram a morte de jovens universitários.

Respeitem as famílias, muitos meios de comunicações e blogs estão fazendo um sensacionalismo barato para conseguir alguns pontos há mais de audiência no rádio e na televisão, e também pra aumentaram os números de acessos nos sites. Qualquer fato ainda não verificado oficialmente já colocam no ar, sem muita responsabilidade do que realmente aconteceu, entre outras coisas.

Devemos sim divulgar as informações, mas, atualmente percebe-se a extrapolação com outros objetivos. Na segunda-feira, um dia após a tragédia, uma emissora de televisão criou uma boate num estúdio e fez uma encenação com gelo seco para simular fumaça. Durante a semana teve emissora de rádio que entrevistou um ferido no HOSPITAL e pediu como ele estava e o que sentia...

Não devemos censurar a imprensa como um partido político quer, entretanto, devemos rever aonde o jornalismo está chegando, no chamado "jornalismo popular", que quer audiência a qualquer custo na exploração do sofrimento do ser humano. Respeitem as famílias das 236 vítimas da maior tragédia do RS, respeitem a população do Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário