Pages

30 de janeiro de 2014

Campeonato Gaúcho sofre desvalorização de 23% no valor de mercado e Minas Gerais supera RS

Os últimos anos parecem mostrar uma pequena alteração no quadro de forças do futebol Brasileira (que ainda não constitui tendência), quando consideramos o valor de mercado dos elencos. Com exceção de Minas, há perda de espaço dos 4 principais centros, e ganho de participação de PR-SC-BA e PE, além da Copa do Nordeste. Veja abaixo outras observações:

Os Elencos dos 21 principais campeonatos Estaduais + Copa do Nordeste tem valor 32 de mercado somado de € 1,6 bilhão (R$ 5,4 bi), queda de 9% em relação à 2013.

A queda no valor de mercado reflete o nítido enfraquecimento financeiro das principais equipes do País; São Paulo continua a ter o Estadual mais valioso, com os elencos da 20 equipes participantes somando € 350 milhões (R$ 1,16 bi, -26% sobre 2013), seguido pelo Rio de Janeiro com € 214 milhões (R$ 710 MM, -26%) e Minas Gerais, que superou o Rio Grande do Sul, com € 181 milhões (R$ 601 MM, -23%);

Os 10 Estaduais mais valiosos (SP, RJ, MG, RS, PR, SC, BA, PE, GO, e CE) e a Copa do Nordeste representam 90% do total da soma de todos os Campeonatos Regionais do Brasil;

Dos 22 campeonatos analisados, 13 apresentaram crescimento em seu valor em relação a 2012, com destaque absoluto para Santa Catarina (+78%), seguido pelo Maranhão (+31%) e Goiás (+17%);

Por outro lado, as maiores quedas estão concentradas nos principais campeonatos: SP e Rio (ambos com queda de 26%) e Rio Grande do Sul, com -23%;

Quando analisamos em bloco, fica mais perceptível a alteração de forças em curso no futebol Brasileiro. A participação da dupla RIO-SP entre todos os Estaduais caiu de 47% em 2012 para 38% em 2014. MG-RS subiu de 22% para 23%, PR-SC de 8% p
ara 12%, BA-PE avançaram de 7% para 9% e demais Estados passaram de 16% para 18%. Fonte

0 comentários:

Postar um comentário