Pages

10 de novembro de 2014

Momento de lembranças

Foto: Ivan Sgarabotto

Ao chegar nesta época, eu inicio um forte período de reflexão e faço uma retrospectiva de tudo que se passou neste ano, não que seja uma tradição, mas, indiretamente isto acontece comigo, e por isso, estou muito num período de pensamentos e de muitas saudades.

Fazia um tempão que eu não sentia tantas saudades, e são saudades que eu perdi ao longo desta caminhada, e que não é fácil de superar, e como disse uma vez, nem sei se isto vai ser superado. O 2014 está se encaminhando com altas conquistas, e ao mesmo tempo com altas perdas, inclusive familiar, o que me desnorteou muito, e estou sendo o mais forte para não transparecer.

Muitas vezes não sei como consigo lidar com estas situações, ou como dizem, não tem outra forma, e seguimos em frente, faz parte da vida e de nossos trajetos. Sinto saudades dos papos à noite, sinto falta das conversas no parque e nas paradas de ônibus, sinto falta dos textos, sinto falta dos sorrisos, das brigas e puxões de orelhas. Sinto muita falta também dos velhos amigos, do carinho, da alegria, da diversão e do apoio: “vai dar tudo certo”, frase que eu dizia muito também. Todos os meus amigos são importantes, tanto os que falo muito hoje, como, os que perdi um pouco do contato por “n” motivos.

É a vida, é o que nós escolhemos e sinto muita falta de tantas coisas, e assim vamos indo, construindo e colhendo o que plantamos, e pensando em como as coisas poderiam ser diferentes. É olhar para frente e prosseguir, mas, a saudade e as lembranças elas nos mostram o quanto devemos aproveitar tudo e a todos que gostamos.

Por: Ivan Sgarabotto

0 comentários:

Postar um comentário