Pages

16 de fevereiro de 2011

A sonoridade do futebol - Entrevista com Rafa Gubert

O músico, torcedor identificado e apaixonado pelo Juventude, Rafael Gubert, 35 anos, define o futebol e a música em uma palavra, ‘arte’. “Um jogador de futebol é um artista. O Brasil é o país do futebol, já a música é uma paixão universal”.

Para Gubert, o povo brasileiro é muito peculiar, tanto no som, quanto na bola. “Ele tem uma ginga única, em todos os cantos do mundo, a nossa música é respeitada e admirada, o mesmo acontece com o futebol, o melhor mundo”.

O cantor já compôs músicas para a reinauguração do Alfredo Jaconi, estádio do Juventude. “Foi um prazer imenso, um prêmio ao meu amor pelo clube do meu coração, ‘Juventude pra sempre’.”

Rafa Gubert também criou uma composição para tentar mobilizar a torcida alviverde na ideia de reerguer o time, ‘Vamos subir papo’ e regravou neste ano o hino do Juventude em uma versão pop.

Rafael Gubert trabalha exclusivamente com a música, os horários das apresentações quando coincidem com os das partidas, ele perde alguns jogos do time, mas não deixa de acompanhar o clube. “O rádio está sempre comigo!”

Semanalmente o torcedor e músico Rafa Gubert participa do programa Na Torcida, da rádio São Francisco AM. Ele salienta que o formato da atração é muito parecido com o da Máquina do Cafezinho. “Muito legal essa abordagem mais descontraída no futebol, acho que Caxias do Sul ganharia muito com esse tipo de transmissão de jogos”.

--------------
Entrevista com Carlos Guimarães [jornalista e apresentador] -> (14/02/2011)
Entrevista com Ramiro Ruschel [jornalista e narrador] -> (15/02/2011)
Entrevista com Rafa Gubert [torcedor e músico] -> (16/02/2011)
Entrevista com Bivis [comunicador e músico] -> (17/02/2011)



Foto: Tita Sachet

OBSERVAÇÃO: A entrevista foi realizada no segundo semestre de 2010, para a disciplina Redação Jornalística III, do curso de Jornalismo da UCS, que será publicada no impresso TEXTANDO da universidade.

0 comentários:

Postar um comentário